Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Homens da Ducati Marlboro preparam-se para a ronda do Estoril

Homens da Ducati Marlboro preparam-se para a ronda do Estoril

Homens da Ducati Marlboro preparam-se para a ronda do Estoril

Loris Capirossi e Carlos Checa, pilotos da Ducati Marlboro, tiveram um início turbulento nesta época de 2005, no passado fim-de-semana em Jerez de la Frontera mas esperam virar a sorte na prova portuguesa. Os dois pilotos vão estar mais recuperados das lesões que sofreram recentemente. As Desmosedicis da Ducati Marlboro Team vão apresentar-se no Estoril sem o inovador sistema de gestão electrónica da travagem, que foi usado durante o ronda de Jerez.

Loris Capirossi chega a Portugal ainda com dores no tornozelo esquerdo, resultado da queda que deu no circuito espanhol, no sábado. O homem da Ducati Marlboro terminou a corrida em 13º lugar mas espera fazer bem melhor na prova do Estoril.

"Pelo menos o meu tornozelo deve estar bem melhor no próximo domingo" disse o italiano. "A prova do Estoril vai ser dura, a pista é estreita e tem muito ressalto, por isso é muito exigente fisicamente. Por outro lado, é um circuito agradável com uma recta longa que deve ser muito boa para nós. Também tem uma das melhores curvas do campeonato, a curva cinco, onde chegamos a 230 Km/h. É uma diversão, quando a fazes bem!"

"À parte a minha lesão, estou satisfeito com as coisas até agora. A moto deste ano é muito melhor, muito mais equilibrada. Os pneus também têm tido progressos – em algumas pistas são mais competitivos, noutras ainda há que fazer melhorias. O mais importante é a relação que temos com a Bridgestone, os técnicos são muito bons e trabalham com afinco para melhorar a performance dos pneus."

Carlos Checa também vai correr lesionado neste fim-de-semana. Em Março, o espanhol da Ducati Marlboro caiu durante uma sessão de testes e deslocou o ombro esquerdo, lesão que deverá ter uma recuperação lenta.

"A lesão no ombro dificultou-me a vida em Jerez mas já estarei mais forte no Estoril" afirmou Carlos Checa, que conquistou a sua primeira pole em motoGP na prova portuguesa em 2002. "O mais interessante no circuito do Estoril são os contrastes entre as diferentes secções, umas são muito, muito lentas, outras são extremamente rápidas. A chicane é tão lenta que, provavelmente, a faria mais depressa numa simples scooter!"

"Trabalhamos muito à procura das melhores afinações para todo o circuito mas concentramo-nos mais em acertar a moto para as zonas mais rápidas porque é aqui que melhoramos mais os tempos. Nas zonas lentas temos que nos aplicar, é uma questão de músculo! Claro que eu ainda tenho pouca experiência nesta moto e preciso de mais tempo para encontrar o acerto ideal."

Tags:
MotoGP, 2005, betandwin.com GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, Ducati Marlboro Team

Outras actualizações que o podem interessar ›