Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Michelin quer vencer de novo em França

Michelin quer vencer de novo em França

Michelin quer vencer de novo em França

O gigante francês de pneus, Michelin, obteve a sua 325ª vitória há duas semanas em Xangai no GP da China e quererá este fim-de-semana demonstrar em Le Mans, no Grande Prémio Alice de França uma presença dominante.

Possuindo um recorde em MotoGP, a marca de Clermont-Ferrand venceu 22 dos últimos 24 Campeonatos do Mundo, incluindo uma série de 13 consecutivos.

O sucesso da Michelin em casa tem sido similar, com vitórias em todos os 31 GPs de França já disputadas à excepção de sete. Um registo que engloba os tempos em que a ronda francesa do Campeonato do Mundo era disputada num circuito citadino a apenas alguns quilómetros do Quartel-general da Michelin em Clermont-Ferrand HQ.

A Michelin nunca venceu a classe rainha nessa altura. Nesse tempo a empresa dava os seus primeiros passos em GPs, altura em que o circuito foi considerado muito perigoso e a localização do GP de França foi alterada.

Pierre Dupasquier, director desportivo da Michelin, relembra as experiências das corridas de duas rodas.

"Lembro-me de ver o Geoff Duke e o John Surtees, e sonhar poder envolver-me nas corridas, mas apenas sonhar, sem grandes esperanças de isso realmente suceder," diz Dupasquier. "Em vez disso costumava andar para todo o lado de moto: Finlândia, Turquia, Dakar. Adorava pilotar. Sofri muitos acidentes ao tentar andar mais rápido mas nunca pensei que um dia poderia estar tão envolvido nas corridas."

Dupasquier, 67 anos, entrou para a Michelin no início dos anos 60 tendo ficado envolvido com o departamento de competição da marca em 1973, imediatamente antes do circuito citadino de Charade ter sido riscado do calendário de GPs.

"Era um circuito absolutamente maravilhoso, um pouco como um mini Nurburging", lembra. "Era nos montes, pelo que era sempre a subir a descer, mas confesso que era muito perigoso.

"Lembro-me dos últimos GPs que lá se realizaram, em que demos os nossos novos pneus PZ2 ao Christian Bourgeois, que foi um dos primeiros pilotos a andar realmente rápido com os nossos pneus. O PZ era apenas um pneu de estrada; o PZ2 era o mesmo pneu mas com um composto mais macio para ser utilizado em corridas. Estes foram os pneus que nos levaram da estrada para as corridas o início do que somos hoje."

Tags:
MotoGP, 2005, GRAND PRIX ALICE DE FRANCE

Outras actualizações que o podem interessar ›