Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Uma nova esperança para Biaggi e para a Repsol Honda

Uma nova esperança para Biaggi e para a Repsol Honda

Uma nova esperança para Biaggi e para a Repsol Honda

Ontem, Max Biaggi obteve o 109º pódio e o seu sétimo em oito corridas que já participou em Mugello na classe rainha, o que o eleva para terceiro no campeonato e lhe dá outro ânimo para encarar o restante da temporada.

Biaggi terminou a primeira volta em sexto lugar mas quarto voltas depois havia já ultrapassado Capirossi e Gibernau conseguindo ainda um novo recorde do circuito de 5.245km ao registar um tempo de 1m50,117s. Começou depois um duelo com o seu rival, Rossi, em frente a uma multidão que observava atentamente. Biaggi e Rossi mostraram estar numa classe à parte, tendo o piloto de 33 assumido a liderança da corrida na 17ª volta. Biaggi manteve a liderança até três voltas do final quando Rossi o ultrapassou, acabando por vencer com uma vantagem de 0.3 segundos.

"Foi uma corrida estupenda. Estou satisfeitíssimo com o resultado. Saímos da melhor forma de uma situação muito má: conseguimos um pódio, e mais do que tudo, lutando pela vitória," disse Biaggi após a corrida.

"Quase a conseguimos. A equipa HRC fez um trabalho incrível e quero desde já agradecer a todos: mecânicos, engenheiros e claro ao Erv. Graças a todo este trabalho a moto esteve perfeita, logo desde sexta-feira. Agora temos de manter este ritmo. Não quero pensar em termos de campeonato, mas antes corrida a corrida."

Makoto Tanaka, director da equipa Repsol Honda comentou:
"Uma excelente corrida e um fantástico resultado para toda a equipa e para o Max em particular depois de um início de temporada muito difícil. A equipa trabalhou muito para reconstruir a moto depois do acidente no warm-up. Tudo funcionou bem e agora esperamos ansiosamente pelo restante da temporada."

Tags:
MotoGP, 2005, GRAN PREMIO ALICE D'ITALIA, Max Biaggi, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›