Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hayden mostrou as garras

Hayden mostrou as garras

Hayden mostrou as garras

O piloto americano, Nicky Hayden, terminou em quinto a corrida da Catalunha, igualando assim o seu melhor resultado da temporada. Trata-se de um resultado que dificilmente poderá satisfazer o piloto da Repsol Honda, que está na sua terceira temporada como piloto oficial da equipa HRC, mas mesmo assim, a garra que mostrou na corrida de domingo anuncia que há ainda mais para vir…

Depois de largar da segunda fila, Hayden rapidamente chegou a terceiro, seguindo o ritmo de Sete Gibernau e de Valentino Rossi nos instantes iniciais da corrida. Mas, há medida que as voltas iam decorrendo, o piloto ia perdendo terreno para os da frente, sendo também pressionado por Marco Melandri e Alex Barros. Nas últimas dez voltas, os três pilotos trocaram constantemente de posições. No entanto, o piloto de 23 anos, natural do Kentucky acabaria por ser batido pelos seus rivais.

"Toda a corrida foi quase como uma luta de cães. Queríamos mesmo estar na frente,"disse Hayden. "Larguei bem e consegui ultrapassar alguns pilotos nas primeiras voltas. Estava em terceiro e a pouco distância dos líderes quando fiz a minha melhor volta na esperança de diminuir a desvantagem."

"Depois o Melandri ultrapassou-me numa manobra que me fez perder tempo. Passei novamente para terceiro e só queria estabilizar num ritmo que me permitisse ir embora. Numa nota positive a moto portou-se lindamente, os Michelins aguentaram-se e a equipa fez um excelente trabalho."

O colega de equipa de Hayden, Max Biaggi, teve uma corrida desapontante, sendo apenas sexto depois de um sensacional resultado em Mugello onde lutou com Valentino Rossi pela vitória. Na Catalunha, o veterano italiano fez uma corrida solitária acabando por cruzar a linha de meta em sexto.

"Correu mal. Utilizámos uma moto diferente da que havíamos utilizado em Mugello, com uma afinação cujo objectivo seria melhorar a travagem," explicou Biaggi. "Na travagem estava bem, mas piorou na maneabilidade e em curva, com os consequentes problemas para a durabilidade dos pneus. Nunca pude estar com os da frente e isso faz com que esteja muito triste. Antevejo uma corrida difícil em Assen mas sei que temos de dar o máximo."

Tags:
MotoGP, 2005, GRAN PREMI GAULOISES DE CATALUNYA, Nicky Hayden

Outras actualizações que o podem interessar ›