Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Uma "corrida difícil" para Byrne

Uma 'corrida difícil' para Byrne

Uma "corrida difícil" para Byrne

Na Catalunha a Proton KR, equipada com motor KTM, não pode melhorar o resultado conseguido na semana anterior em Mugello. Sete dias antes, Byrne havia conseguido terminar a apenas uma posição dos pontos. No domingo, sob um calor abrasador e com uma superfície de pista que abusa dos pneus, Byrne terminou novamente em 16º, mas o inglês não se mostrou satisfeito.

"Este resultado não se comparar ao 16º lugar alcançado em Mugello e como tal não posso estar assim tão satisfeito," disse Byrne após ter terminado a corrida a 11 segundos de Kenny Roberts Jr. numa Suzuki, que conquistou o último ponto na Catalunha.

Esta foi já a segunda corrida da versão mais recente do motor V4, mas, contrariamente à passada semana, quando foi o 11ª mais rápido entre 21 inscritos, esta semana o motor não conseguir catapultar Byrne mais lugares mais acima.

"Foi uma corrida difícil, isso é certo," disse Byrne. "Estava destinada a ser um longa corrida não obstante o que sucedesse, já que desde sexta-feira que estávamos à procura da melhor afinação e nunca a encontrámos." "O problema que temos com a moto nesta altura é que não temos poder de resposta da moto à saída das curvas. O motor não consegue por a moto a rolar assim que acelero. Em Mugello, encontrámos uma boa afinação dianteira que me permitiu abusar um pouco mais nas curvas e sair a acelerar muito cedo - escolher a trajectória ideal em vez de ter de optar por aquilo que a moto nos permite, que é o mesmo que dizer, atacar a curva e sair em aceleração o mais cedo possível."

Ainda assim, Byrne não se mostrava desencorajado estando inclusive ansioso por que chegue o Dutch TT em Assen daqui a duas semanas. "Temos de continuar a trabalhar o mais possível. Da minha parte continuarei a dar sempre tudo o que tenho e com alguma sorte pode ser que consigamos começar a marcar pontos."

As respostas às dúvidas podem vir já no regresso do Red Bull U.S. GP em Laguna Seca a 10 de Julho.
"Tudo que queremos neste momento é terminar corridas," disse o dono da equipa, Kenny Roberts, que teve algumas das suas melhores corridas em Laguna Seca. "Isso é tudo o que podemos fazer neste momento. Até podermos melhorar o desempenho da moto, nada mais há a fazer. Espero que em Laguna as coisas já estejam um pouco melhores. Essa é a minha esperança. Penso que estamos no caminho certo, mas não sei quando e onde as coisas vão começar a acontecer."

Tags:
MotoGP, 2005, GRAN PREMI GAULOISES DE CATALUNYA

Outras actualizações que o podem interessar ›