Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Gauloises TT Assen prepara-se para 75º aniversário

Gauloises TT Assen prepara-se para 75º aniversário

Gauloises TT Assen prepara-se para 75º aniversário

Não há forma de fugir ao facto: a história do desporto motorizado na Europa e os 80 anos de história do Dutch TT andam de mãos dadas. A magia das corridas no circuito TT Assen sobreviveu a tempestades e o traçado inicial em estradas de quintas de 1925 desenvolver-se até se tornar na "Catedral do desporto motorizado" no século 21.

É do conhecimento geral que o Dutch TT conta com longa lista de tradições, mesmo entre os fãs do desporto motorizado nos países vizinhos da Holanda. As corridas são sempre disputadas ao sábado; desde 1926 que se realizam praticamente no mesmo local e é o único Grande Prémio a disputar-se ininterruptamente desde que o Campeonato do Mundo teve início em 1949.

Só por si são factos extraordinários porque, em comparação com Itália, Inglaterra e Alemanha nos primeiros tempos, a Holanda não impulsionava grandemente a indústria motorizada. Este país pequeno dependeu sempre do clima moderado e do aparecimento das qualidades de condução em estradas estreitas onde se realizam corridas uma vez por ano. O Circuito TT Assen era uma pista citadina até 1954, isto apesar de ser um pouco mais longa que as outras, excedendo os 16 km.

Os melhores pilotos eram convidados a alinha no "Grote Prijs van Nederland des KNMW (Grande Prémio da Holanda do KNMV), isto porque só em 1971 é que a versão curta da pista, conhecida como "Klein-Assen" (Pequena Assen), passou a ser utilizada com regularidade para corridas dos campeonatos nacionais.

As estreitas estradas públicas do Sul de Assen eram flanqueadas por centenas de árvores até 1955 e celebridades como Jimmy Guthrie, Dorino Serafini e Geor Meier correm nelas com as suas motos a altas velocidades. Já em 1939 as velocidades de ponta das Gileras e das BMW com compressor rondavam a casa dos 200 km/h. Felizmente havia uma chicane natural proporcionada por algumas curvas no Ode Tol, o que reduzia as velocidades. Em Hooghalen e Laaghalerveen os espectadores quase podiam tocar nos pilotos ou, como Carlo Ubbiali uma vez disse: "Víamos a cabeça das pessoas no nosso ombro no interior das curvas".

Ubbiali foi um dos pilotos a presenciar a transição da antiga e infame pista para o traçado de 7,7 km que era, em 1955, considerado o mais moderno do mundo. Felizmente a mudança não trouxe alterações ao espírito. Ainda há quintas no interior da pista e os espectadores ainda chegam em grandes números. Na verdade, o Dutch TT sempre foi mais que uma corrida de motos; era um evento anual para muitos e o último sábado de Junho era habitualmente parte do período de férias. As pessoas chegavam à pitoresca e remota província de Drenthe para verem os melhores motociclistas do mundo em acção, bem de perto: estrelas internacionais numa atmosfera rural e acolhedora.

Após a Segunda Guerra Mundial o inesperado triunfo de Dick Renooy no Dutch Eysink em 1948 foi o primeiro momento alto de um piloto da casa, algo que só se repetiria em 1968 com Paul Lodewijkx com a Jamathi 50cc. Isto levou ao aparecimento de grandes triunfos holandeses com Wil Hartog (500cc – 1977), Jack Middelburg (500cc – 1980) e Hans Spaan (125c – 1989). A estrela dos side-cars Egbert Streuer bateu Bernard Schnieders (1987) e Peter Brown (1991) em Assen.

Num contexto internacional, o Grande Prémio de Assen deixou marcas positivas mesmo em famosos pilotos ingleses como Geoff Duke e John Surtees, isto apesar de uma greve de pilotos em 1955 ter chamado à atenção dos organizadores quanto aos valores elevados das inscrições. Jim Redman (1964) e Mike Hailwood (1967) proporcionaram eventos únicos ao vencerem três corridas de GP num dia com as suas Honda de fábrica. Contudo, o detentor de vitórias no TT Assen, com 15, é o espanhol Angel Nieto, o pesadelo das estrelas da casa de 50cc Aalt Toersen, Jan de Vries e Henk van Kessel.

Mikck Doohan quase encontrou Waterloo em Drenthe, enquanto pai e filho Graziano e Valentino Rossi conseguiram ambos vencer em Assen! Os italianos gostam de ir à "Olanda", mas Doohan teve claramente um problema com o país, isto porque considerava que as curvas com inclinação já não tinham lugar nos tempos modernos. Crescer ao ritmo dos desenvolvimentos internacionais no desporto é fundamental e é algo com que todos os organizadores têm de lidar. O MotoGP é um evento famoso a nível mundial e os países asiáticos estão a fazer olhinhos. Ao longo dos últimos anos Assen trabalhou muito para melhorar a pista, primeiro em termos de segurança do traçado e instalações para pilotos, equipas e patrocinadores. Desde 2002 têm investido muito no espaço para o público em termos de bancadas e estacionamentos. O fim ainda não está à vista porque a redução do Loop Norte é a próxima fase e terá início em Setembro de 2005, ficando pronto a tempo do 76º Assen TT de 2006.

O 75º Dutch TT Assen tem lugar no sábado 25 de Junho e apresenta-se como um evento público único, tanto dentro, como fora do mundo do motociclismo e o circuito TT Assen é, uma vez mais, a única pista onde se disputam os três Campeonatos do Mundo de motociclismo (MotoGP, Superbikes e Endurance).

Tags:
MotoGP, 2005, GAULOISES TT ASSEN

Outras actualizações que o podem interessar ›