Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Aspirações de Barros em Assen desfeitas pela má escolha de pneus

Aspirações de Barros em Assen desfeitas pela má escolha de pneus

Aspirações de Barros em Assen desfeitas pela má escolha de pneus

Depois de ter conseguido um sólido quarto lugar no GP Gauloises da Catalunha – uma corrida que parecia indicar o regresso à boa forma – o brasileiro Alex Barros mostrava-se confiante em conseguir um bom resultado em Assen, da mesma forma que outras das estrelas do MotoGP o queriam.

Barros foi um dos pilotos que mais se evidenciou durante as sessões de treinos, tendo conseguido o oitavo lugar na grelha. Contudo, uma infeliz escolha de pneus – depois de vários dias em que os pilotos tiveram de lutar contra o copioso clima holandês – deitou por terra as hipóteses de um lugar no pódio para Barros.

Desapontado com o sétimo lugar alcançado, o piloto da Camel Honda mostrou-se desapontado com a sua escolha de pneus para a corrida.

"A corrida correu francamente mal para mim porque nunca consegui andar ao ritmo que gostaria e como havia feito nos dias anteriores. Infelizmente os pneus que escolhi, os mesmos que haviam resultado no dia anterior, não eram os mais indicados para aquelas condições de pista. Na corrida tinha muito pouca aderência no pneu traseiro.

"Optei por não utilizar um pneu tão duro como o Rossi, Melandri e o Edwards provavelmente utilizaram, e penso que o Hayden também, porque não havia tido resultados nos treinos. Foi uma decisão errada. Esperava que após algumas voltas de aquecimento, o pneu ficasse melhor, mas em vez disso nunca consegui rodar ao ritmo que havia conseguido nos dias anteriores, nem mesmo quando tive a pista livre à minha frente."

O colega de equipa de Barros, o australiano Troy Bayliss também se mostrou desapontado com o 11º posto obtido na corrida. O piloto da Honda quer dar o volte face a esta situação já em Laguna Seca.

"O que posso dizer sobre a corrida, foi na média tendo em conta as últimas corridas, e uma vez mais fui incapaz de andar ao meu ritmo", disse Bayliss. Obviamente não estou nada satisfeito porque não há grande diferença entre 11º e 12º, mas pouco mais posso fazer a não ser continuar concentrado e a dar o meu melhor. Estou satisfeito por irmos para Laguna Seca, uma pista de gosto particularmente, e onde espero possamos dar mais uns quantos passos em frente."

Tags:
MotoGP, 2005, GAULOISES TT ASSEN, Alex Barros

Outras actualizações que o podem interessar ›