Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Alberto Puig relembra a sua última corrida na Mazda Raceway

Alberto Puig relembra a sua última corrida na Mazda Raceway

Alberto Puig relembra a sua última corrida na Mazda Raceway

Com 11 anos já passados sobre a última corrida do Campeonato do Mundo que visitou os EUA, o MotoGP regressa este ano com o muito aguardado Red Bull US Grand Prix em Laguna Seca. O Manager da equipa 250cc Telefónica Movistar, Alberto Puig – que tem a seu cargo o Campeão do Mundo de 250cc, Dani Pedrosa e o piloto japonês Hiroshi Aoyama – foi um dos que participou naquele último GP dos EUA em 1994.

Na altura na equipa Honda Pons, Puig logrou ser sétimo no exigente circuito da California. "Já não me lembro muito bem como foi, mas sei que terminei em sétimo. Também me lembro de ter caído durante os treinos. Cai e fui contra uma vedação. Fiquei surpreso por só ter ficado com alguns arranhões."

No que toca ás características da pista americana, Puig enfatiza as dificuldades sentidas pelos piltoos na Mazda Raceway, um circuito que exige muito dos pilotos.

"É um circuito pequeno e estreito, com pequenas rectas, mas muito divertido. Obriga os pilotos a trabalharem muito – há que estar sempre em movimento e fisicamente é muito desgastante. Não sei de todas as modificações que foram entretanto feitas, mas das que me lembro, o circuito está ainda melhor. A corrida será por certo muito entusiasmante, com vários pilotos a terem a oportunidade de vencer."

Este ex piloto também gosta imenso do clima e atmosfera que se vive no GP da América e acredita que durante o fim-de-semana será evidente o porquê.

"O clima é muito bom, muito estável e como tal estou certo que nesse ponto de vista não haverá problemas, algo que é desde logo importante para a corrida e para os pilotos. Na América as pessoas vivem as corridas um pouco de forma diferente. Muitos chegam de caravanas e coisas do género e como tal o ambiente é diferente.

"Certamente que os pilotos da casa quererão ter uma palavra a dizer, mas os europeus não deverão ficar atrás. Contudo, a motivação extra para os norte americanos correrem em casa deverá ser boa para a corrida e deverá aumentar o nível de competitividade ainda mais."

Puig gostou de ver o GP da América de volta ao calendário do Campeonato do Mundo, reconhecendo que isso traz um valor acrescentado ao desporto.

"Todos concordamos com a importância de ter um GP nos EUA. É muito importante para o desporto e para o Campeonato. Seria muito bom se para o ano esta prova continuasse a fazer parte do calendário."

Tags:
MotoGP, 2005, RED BULL U.S. GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›