Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hayden voa para pole em casa

Hayden voa para pole em casa

Hayden voa para pole em casa

Nicky Hayden esteve ao mais alto nível na qualificação do Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos, o primeiro desde 1994, liderando a tabela de tempos quase desde o início da sessão. O norte-americano da Repsol Honda conseguiu assim a sua primeira pole da categoria rainha ao rodar em 1m22,670 segundos em Laguna Seca, isto depois de ter sido o mais rápido já nos treinos livres.

Na verdade, Hayden esteve sempre um passo à frente da concorrência que, inicialmente, veio directamente de outros pilotos que já conheciam o circuito, como é o caso de John Hopkins – melhor Suzuki –, Colin Edwards, Alex Barros e Max Biaggi. hayden foi o primeiro a entrar no segundo 23 e, já perto do final, o único a rodar no segundo 22, concluindo os 60 minutos de treinos cronometrados com 0,354 segundos de vantagem sobre o líder do campeonato Valentino Rossi que só na sua penúltima volta garantiu o segundo lugar da grelha de partida da tão esperada corrida de amanhã.

Enquanto isso, a luta pelo derradeiro posto da primeira linha da grelha esteve ao rubro até ao derradeiro momento, chegando mesmo a pairar a dúvida quanto ao lugar que caberia a Rossi. Com o cair da bandeira de xadrez, foi Alex Barros a levar a melhor sobre os demais concorrentes. O brasileiro da Honda Pons, e o único do actual pelotão a ter corrido em Laguna Seca em 94 na categoria rainha, destronou o seu colega de equipa Troy Bayliss para o primeiro lugar da segunda linha da grelha.

Enquanto isso, Colin Edwards e John Hopkins, que também haviam passado pelo terceiro lugar, viam-se obrigados a contentar-se com os quinto e sexto postos da grelha, respectivamente, e depois de terem levado a cabo uma excelente qualificação. Max Biaggi, que foi segundo nas 250cc em 1994, ficou-se pelo sétimo posto, à frente de Carlos Checa, com a melhor Ducati, de Makoto Tamada e de Shinya Nakano a fechar o Top 10 com a melhor Kawasaki.

Menos bem estiveram outros pilotos de quem se esperava um pouco mais. Marco Melandri voltou a sofrer uma queda sem consequências na curva 10 perto do final da sua 6ª volta. O piloto da Movistar Honda voltou à box para trocar de moto e regressar à pista, mas não foi além do 11º tempo. Kenny Roberts Jr., outro dos homens da casa, ficou logo atrás no 12º posto da grelha, enquanto Sete Gibernau averbou uma das suas piores qualificações ao concluir em 13º. Loris Capirossi, que desde ontem se está a ressentir de uma gastroenterite, foi 14º.

Tags:
MotoGP, 2005, RED BULL U.S. GRAND PRIX, QP

Outras actualizações que o podem interessar ›