Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Homens da Ducati Marlboro brilham na escuridão de Donington

Homens da Ducati Marlboro brilham na escuridão de Donington

Homens da Ducati Marlboro brilham na escuridão de Donington

Os pilotos da Ducati Marlboro Team, Carlos Checa e Loris Capirossi, lograram terminar a corrida de ontem no quinto e sexto lugares – prova que ficou marcada pelas inúmeras quedas – deixando para trás dois dias difíceis de treinos e qualificação para obter o melhor resultado de equipa do ano. Apesar de largarem da quarta e quinta filas da grelha, quer Capirossi quer Checa desde cedo subiram posições, mantendo o controlo das suas Ducati numa pista completamente encharcada, ao mesmo tempo que muitos dos seus rivais sofriam quedas. A certa altura na segunda metade da corrida ninguém era mais rápido do que o par da Ducati Marlboro.

"Este resultado nada tem a ver com que fizemos antes," disse o director do projecto da Ducati MotoGP, Livio Suppo, fazendo referência à prestação dos eus pilotos na qualificação. "As posições ainda não são nada de fantástico, mas ambos realizaram excelentes corridas, recuperando de umas primeiras voltas difíceis para rodaram ao ritmo dos da frente, e mesmo mais rápido a certa altura.

"Os pneus da Bridgestone portaram-se muito bem, pelo que o nosso agradecimento vai para a Bridgestone por todo o seu trabalho. Os pneus deles são fantásticos na chuva, e estou certo que se continuarmos a trabalhar assim poderemos atingir o mesmo nível em pista seca. Foi um fim-de-semana difícil mas que terminou bem, pelo que estamos ansiosos pela próxima corrida que é já no próximo fim-de-semana."

75,000 fãs aguentaram sob condições climatéricas adversas para assistirem a uma corrida do Campeonato do Mundo marcada por inúmeros acidentes e quedas. De facto, este GP britânico foi o mais fertile em acidentes do que qualquer outro desde 1993.

Carlos Checa conseguiu a terceira volta mais rápida da corrida de domingo na caminhada para o quinto lugar final. Um desempenho notável do pilotos da Ducati Marlboro Team que havia largado do 13º lugar da grelha e terminado a primeira volta ao circuito no 17º lugar, depois de sofrer um susto devido à agua acumulada em pista.

"Não foi uma corrida fácil mas conseguimos um bom resultado que dá um novo alento à equipa," disse Checa, que já havia dado boas indicações ao ser quarto no warm-up da manhã. "Derrapei muito na largada, e depois queria sentir como os pneus se portavam até começar a forçar o andamento.

"Muitos pilotos estava a cair e não conseguia ver grande coisa, pelo que demorou um pouco até me senti confiante. Tentei não ser muito agressivo porque era fácil cair. Tendo em conta o que tínhamos feito antes da corrida, estes resultados são muito bons para a equipa."

Da mesma forma que o seu colega de equipa, Loris Capirossi largou de uma má posição na grelha e mal, acabando a primeira volta no 16º lugar. Mas o piloto da Ducati Marlboro Team aguentou a pressão, acabando por recuperar posições, realizando o quinto melhor registo da corrida.

"Graças a Deus choveu," sorriu Capirossi. "Fomos muito rápidos no warm-up, pelo que eu estava à espera de uma corrida sob chuva e foi isso que sucedeu. No início tive um problema com o motor, talvez água que tivesse entrado na ignição, o que me fez perder o contacto com o grupo da frente. Se não tivesse tido esse problema e tivesse conseguido largar melhor, talvez pudesse ter conseguido um pódio.

"A pista estava muito perigosa, encharcada e com riachos, ainda para mais não havia visibilidade. Nestas condições preferi ser sexto, em vez de perder tudo num acidente. A corrida de hoje mostrou que a moto e os pneus trabalham bem – a Bridgestone fez grandes progressos com os seus pneus de chuva."

Tags:
MotoGP, 2005, betandwin.com BRITISH GRAND PRIX, Ducati Marlboro Team

Outras actualizações que o podem interessar ›