Compra de bilhetes
VideoPass purchase

KTM vai deixar de fornecer motores para MotoGP

KTM vai deixar de fornecer motores para MotoGP

KTM vai deixar de fornecer motores para MotoGP

Os austríacos da KTM anunciaram que vão deixar de fornecer motores ao Team Roberts no Campeonato do Mundo de MotoGP. A decisão foi tomada depois de cuidadosa consideração pela direcção da KTM, mas não terá efeitos na participação da KTM em outras categorias do mundial.

Stefan Pierer, responsável máximo da KTM, confirmou que a companhia vai continuar a alinhar com equipas de fábrica nos campeonatos do mundo de 125cc e 250cc.

Em 2006 a formação de 250cc da KTM vai expandir-se a dois pilotos, fruto da bem sucedida estreia da nova máquina que terminou em segundo lugar no GP da Inglaterra do mês passado.

A KTM quer também tirar partido do sucesso da sua formação de três pilotos nas quarto de litro, onde tem vindo a dominar o campeonato com qualquer um dos seus representantes entre os seis primeiros da classificação. A KTM venceu já cinco GP's nesta época.

A decisão de terminar o fornecimento dos KTM 990cc V4 prende-se com vários factores, incluindo as alterações dos regulamentos em 2007 para blocos de 800cc. Para 2005 o objectivo da KTM era fornecer motores a uma equipa totalmente operacional. O primeiro interesse da companhia era fornecer motores e não suportar uma equipa de MotoGP com apoio de fábrica da KTM.

O Team Roberts tinha liberdade para arranjar mais patrocinadores e custear o projecto. A KTM reconhece que não se tem tratado de tarefa fácil. Para continuar a ajudar o projecto a KTM disponibilizou significativa verba bem acima dos custos de fornecimento de motores.

A KTM contactatou e pagou o piloto Shane "Shakey" Byrne e concordou em suportar os custos dos pneus Michelin para a temporada de MotoGP. O orçamento actual da KTM permite qualquer tipo de poio financeiro nestas três áreas – fornecimento de motores, contrato de piloto e custo de pneus.

A direcção da KTM também considerou o impacto de um investimento a curto prazo na continuação do desenvolvimento do bloco de 990cc que será extinto no final da época de 2006. Para 2007 seria necessário mais um avultado investimento para os totalmente novos motores de 800cc para o campeonato de MotoGP.

Por estas razões e no esforço de se concentrarem nos projectos de 125 e 250, a KTM decidiu cessar o fornecimento de motores de MotoGP. Tendo em conta as novas regras de 800cc qualquer envolvimento futuro no MotoGP será efectuado depois de aprofundada avaliação das exigências da competição de forma a conseguir a melhor promoção possível da marca KTM.

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›