Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Reacções dos pilotos depois da qualificação

Reacções dos pilotos depois da qualificação

Reacções dos pilotos depois da qualificação

Sete Gibernau – Movistar Honda – 1º, 1m57,504s
"Estamos prontos para atacar a corrida que será muito difícil, como sempre o é em Brno. As corridas são muito longas neste circuito e é muito difícil isolarmo-nos. Os pilotos tendem a rodar em grupo e há muitos locais de ultrapassagem, por isso temos de estar sempre preparados para mudanças de posições constantes. A corrida vai exigir muita concentração e todos os pilotos do primeiro ao décimo contam porque os tempos por volta são muito próximos. Temos bom ritmo, mas o mais difícil ainda está para vir. Temos de estar preparados para lutar até à ultima curva. Fizemos um bom trabalho e agora só precisamos de o terminar com a escolha dos pneus certos da Michelin".

Nicky Hayden – Repsol Honda – 2º, 1m57,551s
"É muito bom. Estou muito contente pela equipa. Sabe tudo muito melhor hoje do que ontem. Fizemos algumas pequenas alterações; nada de maior – mas tudo ajuda – hoje senti-me muito mais confortável e estou mesmo desejoso pela corrida. A moto parece mais solta aqui. O meu cronómetro deixou de funcionar a meio da sessão e eu esperava mesmo entrar no segundo 57. O último pneu Michelin portou-se mesmo bem. Durante a qualificação se não arriscamos um pouco não ganhamos nada. Aceito isso".

Loris Capirossi – Ducati Marlboro – 3º, 1m57,685s
« Estou muito contente pela forma com o moto e os pneus funcionaram aqui. Conseguimos encontrar boa afinação, com motor e pneus a trabalharem bem em conjunto. Focámo-nos sempre na afinação de corrida e consegui rodar consistentemente rápido sempre que fazia uma tirada mais longa. Também consegui tirar o máximo partido dos novos Bridgestone de qualificação, o que me deixou muito contente. É claro que muito coisas dependem do tempo que estiver amanhã, mas estou confiante que vou ser competitivo amanhã".

Valentino Rossi – Gauloises Yamaha – 4º, 1m57,875s
"Hoje fizemos um bom trabalho com a afinação da moto, especialmente com pneus de corrida e estou bastante contente com o ritmo. Pensei que 1m57,8 seria suficiente para a primeira linha, mas o Loris Capirossi fez uma volta muito rápida no final e fiquei em quarto. O Gibernau e o Hayden também estão muito fortes e creio que amanhã a corrida será muito renhida porque aqui é difícil isolarmo-nos – aqui pode ser como em Mugello no início da época. Espero que sim porque venci essa corrida! Tenho grandes rivais e os homens que estão à minha frente na grelha são fortes, mas nunca desisto até ao final. O Campeonato ainda não acabou e só penso em ganhar a corrida".

Tags:
MotoGP, 2005, GAULOISES GRAND PRIX ČESKÉ REPUBLIKY, QP

Outras actualizações que o podem interessar ›