Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Capirossi praticou a dança da chuva com a Ducati Marlboro

Capirossi praticou a dança da chuva com a Ducati Marlboro

Capirossi praticou a dança da chuva com a Ducati Marlboro

A equipa Ducati Marlboro ficou no circuito de Brno, depois da realização do GP da República Checa de há dois dias, juntamente com outras equipa de MotoGP. Além dos desenvolvimentos usuais de testes na Desmosedici GP5 e nos pneus Bridgestone, a equipa levou a cabo um exercício pouco usual em MotoGP: simular um pit-stop.

Desde a introdução da regra da bandeira branca no início do ano, uma corrida de MotoGP não será mais interrompida em caso de chuva, antes a direcção de corrida anuncia a alteração das condições climatéricas com a referida bandeira (como foi visto no Estoril em Abril), o que permite ao pilotos trocarem para a moto pré-equipada com pneus de chuva.

O regulamento também diz que se a corrida for declarada de chuva, mudar para uma moto equipada com pneus de chuva é permitido em qualquer altura da corrida – e nessa altura, os cobertores de aquecimento dos pneus, mudar pneus e ajustes são permitidos na moto no pit-lane.

Numa altura em que os pilotos podem deparar-se com condições atmosféricas adversas em Motegi no Japão ou em Sepang na Malásia, a equipa Ducati Marlboro parece querer estar preparada para qualquer cenário, já que os pit-stops nunca foram realizados numa corrida até ao momento.

Na segunda-feira, a equipa italiana levou a cabo uma simulação de pit-stop Loris Capirossi. Entrando no pit-lane de Brno com um limitador de velocidade (o limite é de 65 km/h no pit-lane), Capirossi levou 30 segundos da entrada à saída e 4 segundos a trocar de uma Desmosedici para a outra.

Tags:
MotoGP, 2005, GAULOISES GRAND PRIX ČESKÉ REPUBLIKY, Loris Capirossi

Outras actualizações que o podem interessar ›