Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Japão é a primeira oportunidade de Rossi garantir o título

Japão é a primeira oportunidade de Rossi garantir o título

Japão é a primeira oportunidade de Rossi garantir o título

Valentino Rossi vai ter a primeira oportunidade de reclamar o título de Campeão do Mundo de MotoGP de 2005 já nesta 12ª ronda que se disputa no circuito de Twin Ring Motegi este fim-de-semana. Rossi chega ao Grande Prémio do Japão na liderança do campeonato com uma vantagem de 132 pontos e necessitando apenas de mais 20 para se tornar no terceiro piloto da história a ganhar o ceptro da categoria rainha por cinco vezes. Um resultado dentro dos dois primeiros postos será suficiente para que o piloto de 26 anos renove o título de Campeão do Mundo. Contudo, um resultado mais baixo também lhe dá o título, mas neste caso ficará dependente daquilo que fizerem os outros seis pilotos que têm possibilidades matemáticas de chegar ao ceptro.

Com mais seis corridas pela frente para Rossi somar os pontos de que necessita para terminar com chave de ouro uma temporada inigualável, o objectivo mais realista para Max Biaggi, Marco Melandri, Colin Edwards, Sete Gibernau, Alex Barros e Nicky Hayden nos próximos embates é o segundo lugar final no campeonato. Estes seis pilotos encontram-se separados por apenas 17 pontos, com Biaggi a estar agora em segundo depois do resultado obtido em Brno há duas semanas.

Biaggi foi o principal beneficiado de mais um azar de Gibernau, que parecia certo no segundo lugar do pódio atrás de Rossi depois de lutar pelo triunfo com o italiano até à última volta do GP da República Checa. Contudo, um problema técnico a duas curvas do fim retirou ao espanhol os importantes 20 pontos, pelo que está actualmente em quinto da geral. A causa de Biaggi também contou com a ajuda dos fracos resultados de Melandri e Edwards, terceiro e quarto lugares, respectivamente, depois de ambos mostrarem capacidade de chegar ao pódio no início da temporada. Melandri apenas somou 19 pontos nas últimas quatro jornadas, enquanto Edwards não foi além de 8º e 7º nas duas ultimas provas.

Hayden, Edwards e Biaggi vão, sem dúvidas, dar o melhor para somarem pontos em Motegi depois de no ano passado terem sido três dos quatro pilotos a ficarem na gravilha na primeira curva quando Loris Capirossi perdeu o controlo da sua Ducati. John Hopkins e Kenny Roberts foram as outras duas vítimas do incidente e ambos contam agora com incentivo extra para fazerem bons resultados este fim-de-semana. Hopkins assinou recentemente contrato com a Suzuki e o actual colega de equipa Roberts vai alinhar no seu 100º Grande Prémio para a marca. O antigo Campeão do Mundo espera reviver os seus tempos de glória em Motegi depois de festejar a vitória nas duas primeiras corridas realizadas no traçado em 1999 e 2000.

Hayden e Barros, os únicos pilotos além de Rossi a terem já triunfado este ano, estão em sexto e sétimo, respectivamente, e vão tentar dar mais consistência aos seus finais de temporada. Hayden estreou-se no pódio em Motegi em 2003 depois de Makoto Tamada ser retirado de forma controversa do pódio, e agora vai tentar manter a forma que lhe permitiu ser o segundo piloto a somar mais pontos, depois de Rossi, nestas últimas quatro jornadas. Barros, tal como Rossi, Biaggi e Roberts, é um antigo vencedor de Motegi, onde averbou a sua famosa primeira vitória aos comandos de uma Honda RC211V a 4 tempos em 2002.

O favorito do público de Motegi, Tamada, mantém um recorde para a V5 no circuito caseiro da Honda depois da sua impressionante primeira vitória de MotoGP no ano passado. Contudo, o japonês nessa altura corrida com Bridgestone e ainda não conseguiu apresentar ritmo similar com os Michelin esta época. Shinya Nakano vai tentar bater o seu melhor resultado de sempre conseguido com o terceiro lugar na prova do ano passado. Nakano esperará mesmo repetir a primeira vitória da sua carreira de Grandes Prémios averbada em 1999 nas 250cc.

O experiente piloto de testes da Honda Tohru Ukawa também vai tentar a glória em casa depois de ser chamado à última hora para substituir Troy Bayliss, que fica de fora depois de se ter lesionado num acidente de motocross a seis dias da prova. Enquanto a Proton Team KR não vai ao Japão depois da recente cisão com a KTM, o seu lugar na grelha será preenchido pelo construtor independente da casa, a Moriwaki Racing. O antigo piloto de 250cc Naoki Matsudo vai, assim, estrear-se no MotoGP depois de ter ganho experiência nas 4 tempos no Campeonato do Japão de SBK. Enquanto isso, James Ellison, da Blata WCM, ainda está em dúvida depois de se ter lesionado nos testes levados a cabo em Brno há duas semanas.

Tags:
MotoGP, 2005, GRAND PRIX OF JAPAN, Valentino Rossi

Outras actualizações que o podem interessar ›