Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP inicia périplo asiático

MotoGP inicia périplo asiático

MotoGP inicia périplo asiático

As equipas, pessoal e pilotos que participam no Campeonato do Mundo de MotoGP já se encontram no paddock do circuito Twin Ring Motegi depois de uma viagem que os trouxe o "circo" do MotoGP desde a República Checa até ao Japão. O GP do Japão tem início esta sexta-feira e é o primeiro de três consecutivos em terras asiáticas. Isto, numa altura em que a temporada de 2005 se prepara para um final de época em que os GPs que faltam disputar visitam três continentes.

Faltam apenas mais seis rondas, com a tripla Japão, Malásia e Qatar a anteceder a visita à Austrália, Turquia e, finalmente, ao circuito de Valência em Espanha, dando ao actual Campeão do Mundo, Valentino Rossi, várias oportunidades para renovar o título. A primeira é já este domingo com o italiano a precisa apenas de um resultado entre os dois primeiros para levar para casa o ceptro de campeão. Os 132 pontos de vantagem que tem podem ainda ser suficientes para garantir o título mesmo que apenas consiga uma resultado menos bom, embora fique dependente dos resultados dos seus rivais.

"A vantagem que temos permite não ter pressão nas corridas que se seguem e tentar vencer cada uma dela," disse Rossi hoje. "Tem sido assim toda a temporada. A vitória no campeonato está muito próxima, já que temos uma boa vantagem. Como em todas as corridas, tentaremos lutar pela vitória em Motegi. É isso o que eu mais gosto e o que vou, por certo, fazer, este domingo, ainda que esta pista não seja a mais indicada para o meu estilo de pilotagem."

Ainda que Rossi apenas tenha ficado fora dos dois primeiros lugares esta temporada por uma vez, nomeadamente na primeira visita do MotoGP a Laguna Seca nos EUA, nada está certo para Motegi, um circuito que ele já admitiu não ser um dos seus favoritos. Dois pilotos que pensam o contrário são por certo Makoto Tamada e Shinya Nakano. O par de pilotos nipónicos logrou obter o ponto mais alto das suas carreiras na corrida do ano passado, com Tamada a vencer Rossi, a sua primeira vitória em MotoGP, e Nakano a levar a Kawasaki ao pódio pela primeira vez em mais de duas décadas e dando razões a muitas celebrações por parte do público.

As coisas não correram muito bem para Tamada depois daquela vitória, já que uma lesão no pulso no início deste ano o impossibilitou de ser um consistente candidato ao título, ainda que o piloto tenha dito esperar que este fim-de-semana possa voltar a comemorar uma vitória frente ao seu público. "Tenho andado a esperar ansiosamente por esta vitória," comentou Tamada. "Finalmente chegamos ao GP do Japão onde quero obter um bom resultado. Sei que não será fácil mas quero dar tudo o que tenho para que isso aconteça e peço que a sorte me acompanhe."

A temporada de Nakano tem sido mais encorajadora, sendo um habitual entre os seis primeiros nas qualificações e conseguindo um excelente quinto lugar na corrida inaugural em Jerez. Contudo, o ex vencedor da corrida de 250cc em Motegi quer melhorar o resultado que obteve o ano passado. "Espero conseguir aqui o meu melhor resultado da temporada. Quero mostrar o potencial da equipa Kawasaki," disse Nakano, que terá à sua disposição uma versão melhorada do motor da sua Ninja ZX-RR assim como uma bancada repleta de fãs da "Green Team". "Estas novas peças de motor deram-nos mais potência, mais rotações, e também conseguimos um bom equilíbrio o que é sempre bom em Motegi. O meu pódio do ano passado é uma memória muito boa mas todos estamos muito mais rápido agora – mesmo um resultado entre os quatro primeiros não será fácil de conseguir." Nakano acrescentou ainda que está "99% certo" que prolongará o seu contrato com a Kawasaki por mais uma temporada, num dia em que Loris Capirossi anunciou igualmente que vai estender o seu contrato com a Ducati por mais um ano.

Tags:
MotoGP, 2005, GRAND PRIX OF JAPAN

Outras actualizações que o podem interessar ›