Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Reacções dos pilotos depois da qualificação

Reacções dos pilotos depois da qualificação

Reacções dos pilotos depois da qualificação

Loris Capirossi, Ducati Marlboro – 1º, 2m01,731s
"A equipa fez um grande trabalho hoje e agradeço muito. Trabalhámos mais que em Motegi porque as condições da pista não estavam muito boas, foi isso que estivemos mais lentos que nos testes de Inverno. Fizemos pequenas alterações à suspensão hoje para conseguirmos mais aderência. A minha volta de qualificação correu muito bem, mas também fiz muitas passagens com pneus de corrida e penso que podemos ser ainda melhores com pneus de corrida. Vai ser uma corrida longa – este calor é mau para pneus e moto".

Sete Gibernau, Movistar Honda – 2º, 2m01,731s
"Penso que a minha volta rápida não reflecte bem a realidade. O nosso ritmo de corrida não tem potencial para a vitória e vamos ter de trabalhar muito para o encontrar amanhã. Temos alguns problemas que não detectámos aqui na pré época e não conseguimos tirar o melhor partido da moto".

John Hopkins, Team Suzuki MotoGP – 3º, 2m02,017s
"Tenho de admitir que estou um pouco desapontado porque queria a pole, mas no início do dia se soubesse que ia estar na primeira linha tinha ficado radiante! Estava a fazer uma boa volta, mas foi minha culpa ficar preso atrás de dois pilotos na minha última volta – são coisas que acontecem. Não me vou preocupar com isso – seria bom estar na pole, mas… Estamos muito concentrados na corrida de amanhã. Creio que estamos bem para a prova. Fizemos muitas voltas com pneus de corrida e parece que está tudo a correr bem. Rodámos de forma consistente durante a vida útil do pneu e agora estamos à espera da melhor largada possível – é altura de trabalhar para o pódio".

Shinya Nakano, Kawasaki Racing Team – 4º, 2m02,178s
"Estou muito contente porque é uma grande motivação para a equipa depois dos nossos problemas no GP do Japão da semana passado. Nas últimas cinco corridas não consegui qualificar-me na primeira linha como aconteceu em Jerez e em Assen, por isso estou confiante depois desta performance. Os novos Bridgestone dão mais aderência frontal, o que é importante para as curvas apertadas desta pista. E agora temos boas afinações para o motor, melhor velocidade de ponta e maior disponibilidade de entrega de potência, por isso posso acelerar com mais facilidade".

Tags:
MotoGP, 2005, MARLBORO MALAYSIAN MOTORCYCLE GRAND PRIX, QP

Outras actualizações que o podem interessar ›