Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rivais na luta pelo título de 125cc recordam Sepang

Rivais na luta pelo título de 125cc recordam Sepang

Rivais na luta pelo título de 125cc recordam Sepang

Thomas Luthi venceu a corrida de 125cc em Sepang com um bom desempenho que o fez correr da pole position até à vitória - não obstante as lesões contraídas no aparatoso acidente que sofreu em Motegi no fim-de-semana anterior – terminando assim à frente do seu rival pelo título, Mika Kallio.

Luthi liderou a corrida desde início e meio da mesma, o jovem Suíço tinha já uma vantagem de 1.4 segundos sobre o segundo. Mas Kallio foi recuperando paulatinamente e com nove voltas para o término da corrida, a vantagem de Luthi já era de menos de uma segundo.

Parecia que 19 voltas ao exigente circuito de 5.548 kms sob um calor intenso seria pedir demais ao lesionado piloto da Honda que lidera o Campeonato do Mundo, mas Luthi mostrou de que é feito aguentando o ataque final de Kallio. O Suíço venceu com uma vantagem de apenas dois milésimos de segundo.

"Comecei a corrida muito rápido," explicou Lüthi. "Travei tarde nas primeiras curves e assume a liderança. Uma vez na frente tentei fugir com voltas na casa dos 2m15s mas o Kallio apanhou-me. Ficámos juntos e mais para o final da corrida baixei para os 2'17s. Na última volta, fiz outra em 2m15s e aguentei a primeira posição. Era a minha táctica e bateu certo. Estou muito satisfeito em especial depois do que sucedeu em Motegi."

Mika Kallio, que está agora a oito pontos do líder do campeonato, não pareceu muito insatisfeito com o resultado da corrida, já que foi uma luta renhida. O ‘Finlandês Voador' quererá obter a vingança este fim-de-semana no Qatar.

"O meu plano era passar o Luthi na recta interior na última volta mas cometi um erro na penúltima volta e ele afastou-se um pouco," comentou o piloto da KTM. "Tinha uma boa trajectória na última curva e acelerei à saída da mesma mas não foi o suficiente. Foi muito difícil apanhar o Luthi no início da corrida, ele era muito rápido, e mais para o final a minha perna esquerda estava dormente devido ao acidente. Queria ter sido primeiro mas oito pontos não é muito em termos de campeonato – ainda tenho boas hipóteses."

Tags:
125cc, 2005, MARLBORO GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›