Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP com tradicional recepção quente no Qatar

MotoGP com tradicional recepção quente no Qatar

MotoGP com tradicional recepção quente no Qatar

Depois de intensa operação de transporte de todo o paddock ao longo de quase 6.000 km através da Ásia em apenas três dias, equipas e pilotos do Campeonato do Mundo de MotoGP tiveram hoje a oportunidade de começarem os preparativos para a 14ª jornada da temporada no quente e poeirento cenário do Circuito Internacional de Losail. Com as temperaturas a meio do dia a chegarem aos 40º e com a forte brisa a levantar nuvens de areia no circuito situado nos arredores da capital Doha, o Marlboro Grande Prémio do Qatar promete revelar-se mais um duro fim-de-semana para os pilotos depois de duas corridas consecutivas no Japão e Malásia.

Com Valentino Rossi ainda a caminho do país depois de festejar o seu sétimo Campeonato do Mundo em Itália, as conversas hoje viraram-se para o duelo pelo segundo lugar no campeonato com o seu colega de equipa Colin Edwards a estar no centro das atenções depois da prestação levada a cabo na corrida de estreia do traçado. O norte-americano assinou o recorde da volta a caminho do segundo lugar atrás de Sete Gibernau e agora, a 20 pontos do segundo posto de Max Biaggi vai tentar tudo para dar a dobradinha à Yamaha no Campeonato.

A luta pelo segundo posto é quase um campeonato dentro do próprio campeonato", disse Edwards. "Com quatro corridas ainda pela frente esta não é uma altura para cometer erros e estamos todos a dar o máximo. Rodei bem nesta pista no ano passado e estou confiante para este fim-de-semana. No início do ano disse que queria ganhar uma corrida e as próximas quatro jornadas são todas em pistas de que gosto, por isso o mais alto do pódio é claramente um objectivo desta vez".

Actualmente em boa forma, Loris Capirossi parece ser o homem com mais possibilidades de arredar Biaggi desta luta depois de dois triunfos consecutivos e um segundo lugar em três corridas, dando mostras da excelente parceria Ducati/Bridgestone. Capirossi não terminou a prova do ano passado, mas está actualmente a gozar o melhor período da sua carreira na categoria rainha e parece determinado a um hat-trick de vitórias este fim-de-semana. "Este é o meu 16º ano no Campeonato do Mundo e creio que mostrei que ainda tenho muito potencial", disse. "O maior problema este fim-de-semana será a areia – se a pista tiver areia, como no ano passado, será um grande problema".

O colega de equipa de Capirossi, Carlos Checa foi um dos pilotos que teve a oportunidade de dar um passeio de camelo hoje na tradicional recepção do GP do Qatar, onde se incluíram ainda tatuagens de henna e dançarinas tradicionais. Casey Stoner e Thomas Lüthi também marcaram presença numa altura em que se preparam para continuar a luta pelos Campeonatos do Mundo de 125cc e 250cc, respectivamente.

Tags:
MotoGP, 2005, MARLBORO GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›