Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Melandri levanta a moral da equipa Movistar Honda

Melandri levanta a moral da equipa Movistar Honda

Melandri levanta a moral da equipa Movistar Honda

Um ano após a última vitória de Sete Gibernau num GP, a equipa Movistar Honda voltou a pisar o degrau mais alto do pódio hoje em Losail no Marlboro Grand Prix of Qatar. No entanto, desta feita foi Marco Melandri quem lutou com Valentino Rossi pela vitória final.

O italiano, que recuperou de forma estupenda nos últimos 13 dias de uma lesão ao pé esquerdo, realizou a sua melhor corrida da temporada tendo apenas perdido a corrida para o já Campeão do Mundo a três curvas do final da mesma, quando saiu largo numa tentativa de passar para a liderança da prova.

Foi a melhor corrida da temporada para mim, disse Melandri. Desde os treinos de ontem que me senti bem, a moto esteve perfeita e a Michelin fez um trabalho excelente. Não larguei bem, tive calma nas primeiras voltas e perdi algum tempo nas ultrapassagens. Passei o Edwards e o Hayden e fiquei atrás dos líderes. A moto esteve perfeita e apenas pensava em terminar no pódio. Tentei passar o Valentino na última volta mas cometi um erro e tive uma ligeira saída de pista. Não obstante, foi uma corrida formidável e estou muito satisfeito por poder estar de novo no pódio depois de uma semanas complicadas com a lesão. Agora sou terceiro no campeonato e a luta pelo segundo posto continua em aberto.

Até cinco voltas do final, Sete Gibernau, parecia que iria vencer a corrida. O espanhol liderou a corrida quase desde início e a certa altura chegou mesmo a ter uma vantagem de um segundo sobre o grupo perseguidor, onde se incluíam Melandri, Rossi, Hayden e Edwards. Contudo, ao defender-se de uma ultrapassagem por parte do seu colega de equipa, foi à gravilha, tendo regressado à pista no quinto posto.

Uma vez mais conseguimos fazer uma extraordinária corrida sem que tenhamos obtido o resultado merecido, comentou Gibernau. Liderei a corrida até ao Marco surgir ao meu lado um tanto ou quanto agressivo demais e eu tive de alargar a trajectória. Mas de nada vale queixar-me; estamos a fazer coisas boas e más ao mesmo tempo. Estamos sistematicamente a liderar corridas, mas por uma razão ou por outra não conseguimos obter um bom resultado e por vezes até terminar. Não podemos continuar a falar de azar aquele que não tem sorte é o que nunca consegue estar com o grupo da frente. Ainda penso que as coisas podem mudar.

Tags:
MotoGP, 2005, MARLBORO GRAND PRIX OF QATAR, Marco Melandri

Outras actualizações que o podem interessar ›