Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pilotos de MotoGP falam do primeiro dia em Istambul

Pilotos de MotoGP falam do primeiro dia em Istambul

Pilotos de MotoGP falam do primeiro dia em Istambul

Marco Melandri, Movistar Honda – 1º
"Gostei muito do traçado, encontrámos a melhor afinação ao longo da sessão da manhã e eu senti-me bastante bem, muito confiante na minha moto. Foi muito bom porque a moto está a responder muito bem; a equipa fez um excelente trabalho. Estou muito feliz – os pneus Michelin estão a revelar-se muito bons e os tempos por volta têm baixado sem ter que forçar o ritmo."

Sete Gibernau, Movistar Honda – 2º
"É uma pista diferente daquilo a que estamos habituados, com travagens fortes e curvas rápidas, mas fizemos um óptimo trabalho na equipa. Tenho tido tantos azares que só quero que esta época termine o quanto antes, embora queira fazer o melhor resultado possível."

Nicky Hayden, Repsol Honda – 3º
"A pista parece-me bem. Algumas curvas são um pouco mais lentas do que eu gostaria mas a aderência é boa e o piso também. Os técnicos fizeram um excelente trabalho na afinação do conjunto, logo na primeira sessão. A afinação da caixa de velocidades, com relações mais curtas, foi uma óptima escolha."

Shinya Nakano, Kawasaki Racing – 4º
"A pista é incrível, tão rápida, especialmente na curva 11, muito larga e plana, feita em 5ª. Estou a gostar muito de correr aqui. Apesar de ter sido desenhada por computador é uma pista muito humana – muito boa para os pilotos. O grande desafio são as curvas "cegas" em que temos de calcular as trajectórias e pontos de travagem na perfeição. O único aspecto menos positivo são as curvas lentas, feitas em 1ª, realmente muito lentas e pouco interessantes para MotoGP."

Valentino Rossi, Gauloises Yamaha – 5 º
"A pista não é má, muito parecida com a da China só que com mais subidas e descidas e os nossos problemas hoje são os mesmos que já tivemos lá. Existem curvas longas, rápidas e alguns ganchos lentos; é difícil encontrar o acerto ideal. A moto não está como gostaríamos e por isso não consegui fazer o melhor tempo. Em alguns pontos existem deformações no piso provocadas pela travagem forte dos Formula 1 e, portanto, há alguns ressaltos. O nosso problema é essencialmente no trem dianteiro; precisamos de resolver isso para poder andar no máximo. De qualquer modo, é apenas o primeiro dia no circuito e amanhã vamos tentar fazer melhor."

Tags:
MotoGP, 2005, GRAND PRIX OF TURKEY

Outras actualizações que o podem interessar ›