Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Porto fala positivamente sobre o teste de Jerez

Porto fala positivamente sobre o teste de Jerez

Porto fala positivamente sobre o teste de Jerez

No final dos três dias e testes em Jerez onde pode tomar contacto com a Honda da equipa de Alberto Puig com que vai participar no Campeonato do Mundo de 250cc do próximo ano, Sebastian Porto falou com optimismo e entusiasmo sobre esta sua nova aposta.

Não obstante a sua já grande experiência no Campeonato do Mundo, em que já participou em 155 Grandes Prémios, o argentino admitiu que estava um pouco nervoso antes deste primeiro teste com a equipa. Contudo, após o mesmo, o piloto mostrava-se bastante mais relaxado, tendo admitido que a moto é ainda melhor do que esperava.

"As primeiras impressões são boas," disse. "A Honda é muito ágil e adapta-se bem ao meu estilo de pilotagem. É mais manobrável do que a Aprilia. Esta moto é similar a que utilizei em 2003 mas com um motor melhor. É sem dúvida, um importante passo em frente. É pequena e confortável e o motor muito resistente – é melhor do que estava à espera."

A moto que Porto utilizou neste teste foi a utilizada por Hiroshi Aoyama esta temporada, ainda que estivesse adaptada ao estilo de pilotagem do japonês. Mas não foi apenas a moto que impressionou Porto, já que o argentino ficou igualmente agradado com a equipa.

"Encontrei um grupo muito bom aqui. Sabem o que fazem, são trabalhadores incansáveis e conhecem muito bem a Honda. São profissionais e também boa gente," acrescentou.

A certa altura parecia que o mau tempo iria prejudicar o teste, mas as condições climatéricas e o ex piloto da equipa Aprilia Aspar conseguiu realizar o trabalho que tinha agendado. De facto, Porto acredita que o tempo gasto em Jerez irá fazer-lhe ganhar bastante tempo.

"Não há comparação possível entre a pista agora e o que tivemos durante o GP em Abril," disse em relação às condições climatéricas adversas que sentiram em Jerez. "Não viemos com intenções de bater recordes. Este teste era importante para recolher informação que pudéssemos passar à Honda para tentarmos melhorar a moto. Depois das férias, o objectivo é que toda esta informação seja incorporada na moto que irá competir em 2006. Para mim era importante testar agora porque nos poupa imenso tempo depois."

"Ainda há muito a fazer. Diria que estamos a 60 por cento nesta altura. Tenho ainda de saber os limites da moto e concluir a minha adaptação à máquina."

Porto foi testar a Jerez sem o seu colega de equipa, Hiroshi Aoyama. Em vez disso partilhou a pista com Andrea Dovizioso que passou dois dias no circuito a testar com a equipa Honda Scott. Porto foi mais rápido do que o italiano nos dois dias o que só por si é um bom sinal.

"É um bom sinal porque ele já tem um ano de experiência com a moto," acrescentou o sul-americano. "Mas é apenas mais uma peça de informação e estes foram apenas testes."

Tags:
250cc, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›