Compra de bilhetes
VideoPass purchase

O incrível regresso de Olivier Jacque

O incrível regresso de Olivier Jacque

O incrível regresso de Olivier Jacque

Ex Campeão do Mundo de 250cc, Olivier Jacque, regressou à competição com a Kawasaki Racing Team no GP da China, escolhido como substituto do lesionado Alex Hofmann, que havia sofrido fracturas no seu pulso esquerdo na sequência de uma queda ocorrida num evento promocional do GP de Portugal, e que deixou o alemão fora de competição cerca de cinco semanas.

Não obstante o facto da sua experiência em MotoGP nos últimos doze meses ter sido limitada a algumas presenças enquanto wild card na Moriwaki, Jacque provou que não perdeu nenhuma das capacidades que fizeram dele Campeão do Mundo 2000.

Na Kawasaki fez uma vez mais equipa com Shinya Nakano, o seu colega de equipa nas 250cc e no MotoGP na equipa Tech 3, onde rodavam com Yamaha. O ex Campeão do Mundo de 250cc, que apenas participou em duas corridas no ano passado com a Moriwaki e que não estava sentado numa moto de competição há sete meses, obteve um incrível segundo lugar na seu primeiro GP com a Kawasaki, naquele que foi também o seu primeiro pódio na classe.

Foi uma estreia auspiciosa de Jacque pela Kawasaki. Largando de 15º, o piloto terminou a corrida de 22 voltas na luta pela vitória, terminando a apenas 1,7s do vencedor, e pluri Campeão do Mundo, Valentino Rossi.

Jacque recuperou quase quatro segundos a Rossi nas derradeiras cinco voltas demonstrando um incrível controlo da moto numa pista encharcada. O piloto da Kawasaki era nono na segunda volta, e quando ultrapassou Sete Gibernau para o segundo lugar na volta 15, o francês estava ainda a 6,1s de Rossi. Na sua senda por Rossi, Jacque teve de lidar com uma viseira completamente enevoada que o impediam de ler as mensagens que a sua box lhe transmitia no muro, bem como saber qual era a sua posição na corrida.

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›