Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Carlos Checa olha para a Yamaha

Carlos Checa olha para a Yamaha

Carlos Checa olha para a Yamaha

Apesar da possibilidade ser remota, Carlos Checa tem a esperança de poder regressar à Yamaha e Michelin, o que se apresenta como a sua última hipótese de continuar no Campeonato do Mundo de MotoGP esta temporada. O piloto espanhol falou, numa entrevista exclusiva ao motogp.com, sobre essa possibilidade e revelou que queria agradecer todo o apoio e interesse de que tem sido alvo neste momento mais complicado da sua carreira desportiva.

"Com a inesperada saída do Sito Pons deu-se início a uma odisseia para ver se conseguia garantir uma equipa e uma moto este ano. Mas neste difícil processo descobri algo muito importante; há pessoas que reconhecem o meu trabalho, que se interessam por mim e que demonstraram grande amizade."

"A Yamaha, Michelin e o Hervé Poncharal deram apoio às minhas esperanças de continuar no MotoGP. Têm estado interessados em mim e isso é algo que devo agradecer. É um voto de confiança, apesar de saber que é muito complicado garantir um projecto seguro. Neste momento há dois grandes inimigos; um é o tempo, que está muito curto, e o outro é o dinheiro."

Checa falou ainda sobre a decisão de Sito Pons se retirar no início da temporada de 2006.

"Estaria a mentir se disse que não tinha pensado na possibilidade de ficar sem moto este ano. Aceitei a minha situação. Agora estamos todos interessados em concretizar esta possibilidade e manter a esperança, mas não me quero iludir, pois não estou disposto a ter mais uma desilusão."

"É claro que esta situação me afecta e os meus treinos não têm corrido da melhor forma. Mas tenho o grande desejo de continuar a correr e vou manter o meu programa de treinos com o objectivo de estar ao melhor nível físico possível para dar o meu melhor."

Tags:
MotoGP, 2003, Carlos Checa

Outras actualizações que o podem interessar ›