Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Nicky Hayden aponta o caminho a seguir na equipa em 2006

Nicky Hayden aponta o caminho a seguir na equipa em 2006

Nicky Hayden aponta o caminho a seguir na equipa em 2006

Naquela que será a sua quarta temporada no Campeonato do Mundo de MotoGP, o piloto americano da Repsol Honda Team, Nicky Hayden, tem a seu cargo o desenvolvimento da RC211V. Desde que chegou ao Campeonato do Mundo em 2003, Hayden já partilhou equipa com três pilotos: Valentino Rossi, Alex Barros e Max Biaggi. Nessas três ocasiões "os tipos do outro lado da garagem" punham e dispunham no que toca às orientações a dar aos técnicos para o desenvolvimento da moto. Desta vez Hayden é o mais experiente da dupla de pilotos, depois da chegada à classe de Dani Pedrosa.

Nesta entrevista concedida a passada semana após o teste de Sepang, o piloto fala da sua pré temporada e de como está a correr o desenvolvimento da Honda.

Tiveste um trabalho difícil Nicky….

"Bem… tivemos três dias para testar uma série incrível de componentes e como tal no final fica-se um pouco confuso. O tempo também não ajudou... Sei que é igual para todos, mas parecia que sempre que eu saia para a pista para comparar informações, a chuva decidia aparecer. Foi num pouco frustrante porque deixámos muitas questões por responder."

O que nos podes dizer da nova moto de 2006?

"A moto tem um imenso potencial, mas assim que me sentei na outra, olhei para o relógio e os tempos saiam com mais facilidade. Rodámos dois dias com a nova moto e posso dizer que já fizemos alguns melhoramentos bastante significativos. Foi a primeira vez que passei tanto tempo a testar chassis e motor. Fui mais rápido do que o ano passado e isso é algo de positivo. A moto não deixa ainda de ser um protótipo e como tal temos muitas coisas para testar, porque é muito diferente da moto anterior. Seria preferível poder ter mais tempo para testar as duas motos em simultâneo, mas a chuva e as constantes alterações do tempo arruinaram essa possibilidade."

Estás preocupado?

"Bem, não estamos melhor porque temos pouco tempo, mas há muita gente a dar o máximo para que tudo se resolva e estou convencido que o vamos conseguir. Trabalhar com a HRC e o potencial que têm é sempre uma garantia que se encontrará uma solução."

A pré temporada está quase a terminar e o Campeonato do Mundo está aí à porta com a primeira corrida a ter lugar em Jerez. O que esperas dos próximos testes em Barcelona e Jerez?

"Os próximos dois testes em Barcelona e Jerez serão muito importantes. São normalmente muito engraçados devido à atmosfera que lá se vive, a pouco tempo do início da temporada. São dias muito entusiasmantes e nós vamos continuar a trabalhar sobre as informações que já recolhemos em Sepang. Em Barcelona e Jerez, o tempo já começa a contar, porque já falta pouco para o GP de Espanha. O mais que podemos fazer é trabalhar sempre muito e aproveitar o máximo esses dois testes."

Vimos três motos na box estes dias, e o Tadayuki Okada a ajudar-vos em pista como piloto de testes. Já foi tomada uma decisão quanto ao caminho a seguir?

"Sim… não poderíamos esperar mais e na última reunião que tivemos depois do terceiro dia de testes em Sepang, já foi tomada uma decisão."

Esta será a tua quarta temporada na Repsol Honda Team e a primeira em que vais estar responsável pela evolução da nova máquina. O que te parece de repente estares rodeado dos técnicos japoneses da Honda – chegámos a contar 12 à tua volta – todos eles a ouvirem atentamente tudo o que dizias?

"É motivador ver tanta gente a trabalhar comigo ao mesmo tempo e a perseguir o mesmo objectivo."

Não parecias muito satisfeito no final destes três dias em Sepang... "Não… estou muito satisfeito. Esperava ser mais rápido e ter as coisas controladas, mas tal não foi totalmente possível. A única coisa que espero é poder trabalhar o mais possível para que possamos estar onde a equipa deseja no início do campeonato."

E agora? Vais para casa nos EUA para descansares…

"Não… quem me dera… agora vamos para o Japão, primeiro a um evento da GAS e depois para a festa de início da temporada da Honda. Há sempre muito trabalho nesta altura do ano, mas também muito entusiasmo. Estou ansioso por que chegue o GP em Jerez"

Tags:
MotoGP, 2006, Nicky Hayden

Outras actualizações que o podem interessar ›