Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Resumo da pré temporada de MotoGP até ao momento

Resumo da pré temporada de MotoGP até ao momento

Resumo da pré temporada de MotoGP até ao momento

Com os Testes Oficiais da Catalunha e Jarez já muito próximos, o MotoGP tem vindo a testemunhar uma entusiasmante pré temporada de 2006. Com certeza que haverão ainda muitas mais novidades, mas para abrir o apetite para os testes da próxima semana em Montmeló, o motogp.com dá-lhe um resumo de toda a acção até ao momento.

Teste de Sepang 1: de 23 a 25 de Fevereiro

O início dos testes de pré temporada deu-se com algumas equipas de MotoGP a visitarem o circuito malaio de Sepang.

1º Dia:

Rossi foi o mais rápido na primeira sessão, ainda que tenha sentido um problema de vibração com a M1, que aliás tem vindo a marcar presença em toda a pré temporada da Yamaha. Melandri foi o segundo mais rápido, com o estreante Dani Pedrosa a começar muito bem a sua aventura no MotoGP com a moto do ano passado RC211V.

2º Dia:

No segundo dia de Sepang, a Ducati ocupou os primeiros dois lugares da tabela de tempos. Sete Gibernau roubou meio segundo ao melhor tempo de Rossi do dia anterior, e foi mais rápido do que o tempo que havia valido ao seu novo colega de equipa, Loris Capirossi a pole naquele circuito em 2005. Pedrosa ficou mais 30 minutos em pista do que os restantes pilotos, de forma a poder rodar com a pista molhada. Entretanto, a Suzuki sentia alguns problemas com a nova GSV-R, especialmente no que toca à distribuição de potência e electrónica.

3º Dia:

No derradeiro dia, Marco Melandri rodou em 2m01,09s, muito próximo dos tempos do segundo dia dos dois homens da Ducati, depois de ter solucionado alguns problemas, mas mesmo assim não foi capaz de impedir a dobradinha dos pilotos da marca italiana. Sete Gibernau ficou com o melhor tempo deste teste, com 2m01,03s que demonstrou a sua rápida adaptação à Desmosedici GP06.

Teste de Phillip Island: de 31 de Janeiro a 2 de Fevereiro

Uma semana mais tarde, a maioria das equipas que estiveram na Malásia – excepção feita à Yamaha e Suzuki que optaram por testar no Qatar nessa mesma semana – foram até Phillip Island para continuarem com a pré temporada. Foi também aqui que a equipa Konica Minolta regressou às pistas.

1º Dia:

Melandri, Hayden e o homem da casa, Casey Stoner, mostraram estar em grande forma no primeiro dia na Austrália. Um aparatoso acidente do homem da D'Antin Ducati, Alex Hofmann, adiou a continuação dos testes para o dia seguinte para o alemão.

2º Dia:

No segundo dia choveu imenso. Alguns pilotos optaram por não sair para a pista, enquanto que outros testaram pneus sem sequer se preocuparem em cronometrar as voltas.

3º Dia:

A Ducati e Marco Melandri continuaram em boa forma no terceiro dia de testes, ainda sob alguma chuva. Outra vez uma dobradinha da Ducati, com Gibernau a ser o mais rápido com 1m30,06s, consolidando o domínio exercido nesta pré temporada. Nicky Hayden sofreu um aparatoso acidente depois de completar 95 voltas, ainda que sem consequências.

Teste do Qatar: de 5 a 7 de Fevereiro

Um grupo de equipa optaram por irem testar para o circuito de Losail, ainda que tenha sido uma situação um pouco incaracterística. Valentino Rossi foi o centro de muita atenção por parte dos media já que na semana anterior havia estado a testar com a Ferrari em Valência, e com isso, ele e Colin Edwards acabariam por não estarem presentes no primeiro dia de testes no Qatar.

1º Dia:

Apenas a Suzuki, Yamaha Tech 3 a Kawasaki e os pilotos de testes da Ducati saíram para a pista no primeiro dia, com o regressado Carlos Checa a ser o mais rápido. Checa havia estado em dúvida se participava na temporada de 2006 depois de Sito Pons ter decidido que a sua equipa não iria participar no MotoGP, mas um acordo celebrado com a equipa Yamaha Tech 3 faz com que o espanhol possa participar no Campeonato do Mundo deste ano ao lado do piloto James Ellison.

2º Dia:

Checa sofreu um acidente no segundo dia e ficou algo combalido, o que fez que o dia terminasse mais cedo para o espanhol, enquanto que a Suzuki parecia ter resolvido os problemas sentidos com a electrónica. Valentino Rossi e Colin Edwards saíram para a pista e acabaram por liderar a tabela de tempos, logo seguidos por John Hopkins.

3º Dia:

Rossi e Edwards foram novamente os mais rápidos no terceiro dia, com tempos de 1m56,53s e 1m56,81s, respectivamente. Checa regressou depois do acidente sofrido no dia anterior e registou um tempo de 1m56,9s, um tempo muito bom para o espanhol. John Hopkins terminou o teste a meio doa dia com problemas de motor, que acabariam por ser resolvidos. 4º Dia:

A Yamaha testou sozinha para assim concluir a sua participar nos testes do Qatar. Valentino Rossi e Colin Edwards concluíram o que restava dos testes de pneus pedidos pela Michelin, tendo depois completado séries longas de voltas ao circuito. Nenhum dos pilotos logrou melhorar os tempos registados anteriormente, e os problemas de vibração na M1 ainda se faziam sentir.

Teste de Sepang 2: de 14 a 16 de Fevereiro

A maioria das equipas estiveram em Sepang pela segunda vez há uma semana, levando a cabo a mais recente série de testes.

1ª Dia:

Um aguaceiro da parte da parte afectou o primeiro dia de testes na Malásia, tendo alguns pilotos optado por não sair para a pista, e preferindo por outra oportunidade para testar em pista seca.

Um acidente de Marco Melandri forçou o piloto italiano a utilizar a moto de reserva, com que rodou em 2m01,66s, o segundo melhor tempo do dia e dos três dias de testes em Sepang.

Casey Stoner sentia dores no ombro em resultado de uma lesão anterior que nunca sarou convincentemente (a lesão ocorreu nos testes de Phillip Island) e apenas rodou durante a manhã. O estreante em MotoGP foi depois levado para o hospital para fazer mais exames, o que revelou que necessitada de ser submetido a uma cirurgia que o irá impedir de estar nos testes oficiais da Catalunha e Jerez.

A maior notícia do dia foi Dani Pedrosa que experimentou pela primeira vez a RC211V de 2006, e estreando o equipamento com as cores da Honda 2006 2º Dia:

A Kawasaki de Shinya Nakano foi a surpresa do segundo dia, ao rodar em 2m01,80s até que a chuva que começou a cair intensamente levou ao concluir da sessão de testes. Sete Gibernau sentiu dores de estômago e não testou, com Capirossi, Rossi, Hopkins e Pedrosa a completarem um top 5 muito competitivo. 3º Dia:

Num último dia diluviano, os pilotos ficaram nas boxes até meio do dia. Depois de mais algumas interrupções, a sessão foi interrompida por volta das 16h20m. Loris Capirossi e Valentino Rossi continuaram em muito bom plano, ainda que Sete Gibernau não tenha uma vez mais conseguido levar acabo os testes de pneus para a Bridgestone.

Daí que todos os olhos estejam agora na Catalunha, quando a partir da próxima terça-feira os pilotos iniciarem o primeiro de dois Testes Oficiais de MotoGP.

Tags:
MotoGP, 2006

Outras actualizações que o podem interessar ›