Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Camel Yamaha dá a volta por cima com uma vitória

Camel Yamaha dá a volta por cima com uma vitória

Camel Yamaha dá a volta por cima com uma vitória

O piloto da equipa Camel Yamaha, Valentino Rossi, regressou este fim-de-semana ao degrau mais alto do pódio depois de um impressionante desempenho no GP do Qatar. A 54ª vitória de Rossi no MotoGP foi conseguida com um exemplar desempenho na segunda metade da corrida, quando ultrapassou o então líder da prova Casey Stoner (Honda) na décima volta de um total de e desde então aguentando os ataques de Nicky Hayden (Honda) e de Loris Capirossi (Ducati), pilotos que completaram o pódio. Esta vitória coloca Rossi ao nível de Mick Doohan no que toca ao número de vitórias em GPs, sendo que apenas Giacomo Agostini tem mais com 68.

"Foi uma corrida incrível – foi difícil mas isso é o que a tornou tão fantástica. A M1 esteve muito bem hoje – há medida que a corrida decorria a aderência ia sendo menor e a vibração desaparecia, pelo que consegui ser rápido no final", conta o piloto. "No entanto, consegui realizar a volta mais rápida na corrida na terceira volta, pelo que se pode ver como a M1 está bem. Esta vitória é importante para o campeonato mas ainda mais de um ponto de vista mental para mim e para a equipa. Estava vento mas tínhamos aderência e pude ir buscar o Stoner, que esteve muito rápido no início. Quando os seus pneus começaram a perder eficácia consegui ultrapassa-lo e fugir um pouco mas o Nicky manteve-se sempre ali. Depois olhei para trás e vi que o Loris também estava a recuperar e então comecei a preocupar-me. De todas as formas, forcei o andamento e consegui manter-me na frente".

"Sabe bem poder estar ao nível do Mick Doohan, e agora apenas o Giacomo Agostini tem mais vitórias em GPs do que eu. Estes registos não são o mais importante mas é sempre bom podermos alcançar estes números! Agora parece ser o início do campeonato para mim. Jerez foi um pesadelo mas acho que acordámos! Quero agradecer ao Jeremy e a toda a malta porque mantiveram a concentração e foram recompensados por isso".

Colin Edwards teve uma corrida difícil, já que os problemas com a roda da frente que o afectaram durante todo o fim-de-semana não desapareçam na corrida. O americano largou de oitavo na grelha e esteve bem no início, ao ser sexto na volta cinco, mas foi incapaz de manter o ritmo forte que havia mostrado ser capaz de impor no treinos e acabou por cair para nono. A vitória de Rossi coloca-o quarto no campeonato, 14 pontos atrás de Capirossi, quando estão disputadas duas corridas de um total de 17.

"Larguei bem e nas primeiras cinco voltas a coisa esteve bem – A moto tinha um bom comportamento e pude andar ao meu nível", disse Edwards. "Pensei: ‘ok, vou dar o máximo'. Depois, na sexta volta, perdi o controlo da frente da moto três vezes seguidas e quase sofri quedas e cada uma dessas ocasiões. Pensei que ainda era um pouco cedo na corrida para isso acontecer e decidi, mesmo assim, forçar o andamento, mas a frente estava muito instável e passei a rodar cada vez mais devagar. Na simulação da corrida rodei em 1m57,2s na minha derradeira volta mas na corrida fui três segundos mais lento, pelo que claramente algo não estava bem. Amanhã temos um teste para vermos o que aconteceu e ver se poderemos estar melhor na Turquia".

Tags:
MotoGP, 2006, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›