Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Grandes prémios em números

Grandes prémios em números

Grandes prémios em números

276 – O número de corridas que distou entre o triunfo da KTM na Turquia e a vitória de Loris Reggiani no GP de São Marino, a última vez que um novo construtor ganhou uma prova de 250cc.

52 – O número de vezes que os pilotos Honda preencheram os três primeiros lugares do pódio na categoria rainha. Nesta matéria a Suzuki é a segunda marca com mais sucessos ao contar com 19 pódios totalmente compostos por pilotos seus na categoria rainha.

35 – Número de pilotos que terminaram o Grande Prémio da Turquia de 125cc, sendo que nenhum foi dobrado. O maior número de pilotos a terminar um GP de 125cc desde o GP da Alemanha Ocidental em 1983 quando 36 pilotos cruzaram a linha de meta. O maior número de pilotos a terminar uma corrida do Campeonato do Mundo de 125cc verificou-se na Ilha de Man em 1965 quando terminaram a prova 43 pilotos.

14 – A posição da grelha da qual partiu Marco Melandri rumo ao triunfo no GP da Turquia. Esta foi a pior posição de partida de um piloto da categoria rainha rumo ao triunfo. Antes disso tinham-se verificado três qualificações em 12º seguidas de vitória: Norick Abe, no Brasil em 1999; Max Biaggi, na Austrália em 2000; e Sete Gibernau, em Valência em 2001.

5 – Pela primeira vez desde que chegou à categoria rainha em 2000 Valentino Rossi soma cinco corridas sem se qualificar na primeira linha da grelha. Rossi apenas se qualificou na primeira linha por duas vezes nas últimas 11 corridas.

3 – As primeiras três corridas de MotoGP de 2006 foram ganhas por três construtores diferentes. A última vez que tal aconteceu foi em 1994 em que as três provas de abertura foram ganhas por: Kocinski – Cagiva, Doohan – Honda, Schwantz – Suzuki.

Tags:
MotoGP, 2006, POLINI GRAND PRIX OF CHINA

Outras actualizações que o podem interessar ›