Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Aoyama e Porto: Sortes contrastantes

Aoyama e Porto: Sortes contrastantes

Aoyama e Porto: Sortes contrastantes

Shuhei Aoyama teve motivos para celebrar em Le Mans ao garantir o seu primeiro triunfo depois de levar a melhor no duelo pelo terceiro lugar contra o seu irmão Hiroshi.

Estando pela primeira vez a efectuar uma temporada completa no Campeonato do Mundo, o jovem Ayoama começou a demonstrar o seu potencial nas duas últimas corridas. "Estou mesmo muito contente. No início foi difícil manter o ritmo, mas a meio da corrida encontrei o meu andamento e tudo correu muito melhor. Conseguia ver o grupo da frente e o meu irmão estava a atacar forte, mas decidi atacar e não deixar o Hiroshi passar. Quero agradecer à equipa, ao Alberto Puig e espero continuar a agradá-los nas corridas que ainda temos pela frente."

O outro lado da box da Repsol Honda estava mais sombrio, com a temporada pesadelo de Sebas Porto a apresentar novo capítulo com o piloto a terminar em 14º. Aliás, o argentino ocupa a mesma posição na classificação do campeonato, muito longe dos homens da frente.

"É uma pena porque pensei que podia ter uma boa corrida, mas ultimamente não me tenho sentido bem com a moto. Tentei, mas não larguei bem e por mais que tentasse manter-me com os da frente não o conseguia", adiantou o argentino. "Toda a equipa está a trabalhar para me ajudar e estou-lhes muito agradecido".

Porto foi um dos pilotos a ficar em Le Mans ontem para completer uma sessão de testes.

Tags:
250cc, 2006, ALICE GRAND PRIX DE FRANCE, Hiroshi Aoyama

Outras actualizações que o podem interessar ›