Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Capirossi de novo no topo

Capirossi de novo no topo

Capirossi de novo no topo

Os pilotos da Ducati Marlboro Loris Capirossi e Sete Gibernau foram dois dos protagonistas do emocionante Grande Prémio de Itália, com os dois pilotos a serem o deleito dos fãs italianos antes de concluírem em segundo e quinto lugares, respectivamente.

Capirossi recuperou de forma brilhante depois de fraca largada para assumir a liderança à 15ª volta. A partir desse momento Capirossi lutou de forma brilhante com o compatriota Valentino Rossi, terminando a apenas 0,575s do primeiro e regressando à liderança do Campeonato do Mundo, se bem que em igualdade pontual com Nicky Hayden, que terminou em terceiro. Durante os primeiros momentos da corrida Gibernau foi a maior ameaça para Rossi, com o espanhol a liderar por várias ocasiões antes de ficar com o pisa-pé direito danificado. Gibernau caiu algumas posições antes de voltar ao ataque e aproximar-se rapidamente do quarto classificado Dani Pedrosa. No final da prova o catalão tinha a bota muito desgastada, de tal forma que estava mesmo a sangrar do dedo mindinho.

Capirossi e Gibernau correram com decoração comemorativa de três aniversários: os 80 anos da Ducati, os 60 anos da produção da primeira moto e os 50 anos do primeiro sistema de válvulas desmodromic.

LORIS CAPIROSSI, 2º na corrida, 1º no campeonato (99 pontos)
"Fiz um arranque muito mau e escolhi pneus duros, por isso estive algo calmo nas primeiras voltas. Quando melhorei o ritmo comecei a ultrapassar, apesar de não ter sido fácil porque estavam todos muito rápidos. A luta com o Valentino e o Nicky foi fantástica, ultrapassámo-nos várias vezes, mas sempre de forma correcta. É sempre bom rodar com o Valentino. Gosto de corridas destas mesmo quando não ganho. Vencer aqui em Mugello é o melhor que há, mas estou contente com o segundo lugar de hoje. Toda a equipa fez um bom trabalho este fim-de-semana, por isso quero agradecer a todos. A Bridgestone está cada vez melhor, estamos a um nível muito alto e espero poder continuar a melhorar. A nossa temporada começou muito bem e está a continuar bem, agora quero mais disto!"

SETE GIBERNAU, 5º na corrida, 9º no campeonato (44 pontos)
"Tivemos alguns bons momentos, mas diverti-me e gostei muito da corrida; há algum tempo que não rodava para ganhar. Liderei durante algumas voltas, foi bom estar de regresso ao topo e lutámos bem, por isso foi perfeito. A equipa fez excelente trabalho e a Bridgestone também, deram uma moto e pneus realmente bons, por isso o crédito é todo deles, apesar de moto estar algo instável na recta da meta. Quando tive o problema com a bota foi difícil adaptar-me, cerca de duas voltas, depois voltei ao ritmo. Foi pena o que aconteceu com a bota, mas as corridas são assim. Estou a começar a gostar de correr outra vez e estou a começar a entender a forma de tirar o melhor partido da Ducati."

Tags:
MotoGP, 2006, GRAN PREMIO D'ITALIA ALICE, Loris Capirossi

Outras actualizações que o podem interessar ›