Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Sebas Porto anuncia que vai deixar motociclismo

Sebas Porto anuncia que vai deixar motociclismo

Sebas Porto anuncia que vai deixar motociclismo

A estrela argentina de 250cc Sebas Porto deu a conhecer aquela que foi uma notícia choque para todos ao declarar, numa conferência de imprensa realizada às 17 horas no Circuito da Catalunha, palco do GP deste fim-de-semana, que vai deixar de correr. Porto, piloto de sucesso e que ganhou vários títulos no seu país, era um dos quais se esperavam grandes resultados após a passagem para a Repsol Honda no início da temporada, mas após se debater para encontrar harmonia com a moto, o argentino rodou muito longe dos principais pilotos da categoria.

No seu discurso à imprensa, Porto explicou como é que decidiu deixar para trás uma actividade que ocupou boa parte da sua vida:

"É difícil expressar como me sinto neste momento. Foi difícil começar a temporada e tentar adaptar-me, mas estou aqui hoje perante vós para vos anunciar que a minha carreira desportiva vai terminar de imediato."

"Foi uma decisão totalmente pessoal. Tenho sido sempre uma pessoa sincera e não quero brincar comigo próprio. A Repsol Honda tem sido uma equipa fantástica, provavelmente a melhor com que já rodei em toda a minha carreira, com pessoas muito profissionais. Mas a moto não me tem permitido lutar para ganhar corridas, devido a esse facto não somos compatíveis. É a minha adaptação que tem sido um problema."

Vencer na Europa não é fácil e, apesar nunca ter ganho um Campeonato do Mundo, posso dar-me por contente com os outros títulos que já conquistei. Quero agradecer a todos e devo reiterar que a decisão é toda minha, não foi tomada pela Repsol, nem pelo Alberto Puig tão pouco por qualquer outra pessoa. Não há conflitos na equipa e sempre se preocuparam comigo. Os media também têm sido muito bons para mim, apesar de eu ser de tão longe e não ser compatriota deles, por isso também lhes tenho de agradecer por isso.

"Neste momento não sinto ter a motivação necessária para ganhar corridas. Foi uma decisão difícil, mas estar sempre longe de casa, a viver em hotéis e a viajar aeroporto para aeroporto tem sido muito duro e estou realmente cansado. Comecei a pensar nisto há cerca de duas semanas e agora creio que chegou a altura certa."

O Director Desportivo Alberto Puig falou da sua tristeza em ver Porto deixar a equipa e agora a Repsol Honda terá de procurar um substituto.

"O Sebas tomou uma decisão corajosa e que merece respeito especial. A equipa continua apesar dele ter sido o piloto principal."

"Isto são corridas de motos, não é ténis. Há muito perigos envolvidos e não podemos forçar as pessoas a correr se sentem que não o querem fazer. Vamos continuar a apoiar o Sebas, esperámos duas semanas pela decisão e a moto continua na box com as afinações dele para domingo, mas a partir de segunda-feira vamos começar a procurar novo piloto."

No que respeita ao futuro pós corridas Porto apontou algumas ideias para projectos.

"É uma grande mudança, mas a vida continuar. Gostaria de continuar no mundo das motos, mas se não o fizer vou procurar outra coisa. Talvez ajude novos pilotos na Argentina, passar-lhes alguma da experiência que tive."

Tags:
250cc, 2006, GRAN PREMI CINZANO DE CATALUNYA

Outras actualizações que o podem interessar ›