Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Camel Yamaha ultrapassa adversidades

Camel Yamaha ultrapassa adversidades

Camel Yamaha ultrapassa adversidades

Valentino Rossi da Camel Yamaha apresentou uma das performances da sua vida ao correr contra as dores na mão e pé para arrebatar fantástico segundo lugar no GP de Inglaterra. Apoiado por grupo de fãs locais, que acolheram o italiano nos seus corações depois de várias vitórias neste traçado, Rossi começou do 12º posto da grelha, mas cedo encontrou o ritmo e começou a passar pilotos com a determinação que já lhe deu cinco ceptros consecutivos na categoria rainha.

Com o líder do Campeonato Nicky Hayden a debater-se com problemas e a terminar em sétimo, a impressionante prova de Rossi permitiu-lhe ficar mais próximo da luta pelo título. Numa altura em que faltam disputar oito provas o homem da Yamaha está a 35 pontos da liderança do campeonato e tem agora mais possibilidades de renovar o título. Rossi continua em terceiro do campeonato, contudo, após a segunda vitória da temporada, Dani Pedrosa consolidou ainda mais a segunda posição.

O companheiro de equipa de Rossi, Colin Edwards, também esteve muito bem ao ganhar quatro posições face à qualificação e terminando em sexto apesar de problemas para encontrar a afinação correcta da máquina durante os treinos. O norte-americano ruma agora ao Japão para preparar as 8 Horas de Suzuka, antes de regressar à Europa para a próxima jornada da temporada de MotoGP a disputar em Sachsenring, Alemanha, dentro de duas semanas.

Valentino Rossi
"Foi uma corrida fantástica e um resultado muito importante para mim. Estou numa posição melhor no que respeita a pontos e isso é mais importante que ganhar a corrida. Para ser honesto, depois de Assen não tinha a certeza se seria possível lutar por um resultado de topo, mas queria muito que fosse porque Donington é muito especial para mim e os fãs dão-me sempre grande apoio todos os anos. Ficámos mesmos surpresos com o facto da moto não funcionar bem na sexta-feira, mas toda a equipa trabalho muito para encontrar a afinação e pneus correctos."

"Após a qualificação decidimos testar novas coisas de manhã, mas o warm-up molhado não nos permitiu e tivemos de arriscar na afinação, mas funcionou. Levei oito voltas para entender o quão bom podia ser o meu ritmo e a partir desse ponto vi que o meu objectivo tinha de ser o pódio. Tive algumas duras lutas pelo caminho, mas quando cheguei ao Melandri foi ainda mais difícil! Divertimo-nos muito e nenhum de nós queria desistir. Ele estava mais rápido que eu em alguns pontos e eu noutros."

"No fim decidiu-se tudo no último gancho e travámos 20 ou 30 metros mais tarde que o normal. Abrimos as trajectórias, mas felizmente o Marco abriu mais que eu e consegui passá-lo. Terminei em segundo, mas hoje sabe mesmo a vitória".

Colin Edwards
"Não funcionou para nós este fim-de-semana e estou mesmo desapontado, apesar do sexto posto dar importantes pontos. No ano passado foi tudo muito mais fácil, mas desde os primeiros treinos foi claro que este ano não seria o caso e nunca encontrámos o rumo. Foi tão simples como isso. A moto não estava assim tão má para a corrida e consegui apanhar outros pilotos com alguma facilidade, mas não tinha afinação para passar nas travagens. Isso tornou-me a vida bem mais difícil e a corrida foi uma luta de início a fim. Têm sido umas semanas difíceis, mas agora vou mudar um pouco de cenário, já que vou para o Japão para preparar as 8 Horas de Suzuka. Espero estar em melhor posição para lutar em Sachsenring dentro de duas semanas."

Tags:
MotoGP, 2006, GAS BRITISH GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›