Compra de bilhetes
VideoPass purchase

De Puniet: "A corrida mais difícil de sempre"

De Puniet: 'A corrida mais difícil de sempre'

De Puniet: "A corrida mais difícil de sempre"

Randy de Puniet realizou aquela que o piloto considerou a corrida mais difícil da sua via e foi 12º no GP dos EUA em Laguna Seca este fim-de-semana, depois de ter ficado sozinho a defender as cores da Kawasaki em pista já que o seu colega de equipa, Shinya Nakano, abandonou com problemas mecânicos sensivelmente a meio da corrida.

Uma má largada desde a quinta fila da grelha fez com que Puniet caísse para ultimo antes da curva 1, mas o francês de 25 anos rapidamente subiu duas posições, ascendendo a 17º, no final da segunda volta.

Com a traseira da sua Kawasaki Ninja ZX-RR a fugir na entrada para todas as curvas, e a maneabilidade completamente diferente da que havia experimentado durante o warm-up, de Puniet tinha poucas opções a não ser desejar terminar a corrida.

A determinação do francês foi recompensada na volta 15, quando o acidente de Casey Stoner e o abandono de Nakano o fizeram subir a 15º na geral e aos pontos.

De Puniet subiu mais um lugar em virtude do acidente de Toni Elias uma volta depois, desta feita subindo a 14º. O piloto da Kawasaki conseguiu recuperar terreno para Makoto Tamada que seguia em 13º, mas sentiu que a sua Ninja ZX-RR não estava em condições e por isso decidiu não tentar a ultrapassagem.

À medida que a corrida chegava ao fim, de Puniet parecia que iria somar dois pontos averbados ao 14º lugar, mas o rookie em MotoGP viria a subir mais duas posições na última volta quando Rossi abandonou e Alex Hoffman caiu bastantes posições. Por seu turno, Shinya Nakano largou de nono desde a Terceira fila da grelha, mas rapidamente perdeu contacto com o grupo da frente, depois de Rossi o ter ultrapassado na volta quatro.

Ainda que não conseguisse seguir no ritmo dos da frente, Nakano estava a rodar no segundo 25 baixo e parecia poder conseguir um lugar entre os dez primeiros até que um problema mecânico o forçou a abandonar perto do meio da prova.

O abandono de Nakano fá-lo cair de oitavo para décimo no Campeonato do Mundo.

Randy de Puniet
"Esta foi a corrida mais difícil de sempre. Sabíamos que as condições iriam fazer a corrida difícil, mas não contava que fosse tão exigente do ponto de vista físico. Larguei mal, mas também a moto estava completamente diferente do que havia estado durante o warm-up da manhã; penso que terá sido por causa do aumento de temperatura. A traseira estava muito solta e mesmo que pudesse chegar à traseiro de Makoto Tamada teria sido muito perigoso tentar a ultrapassagem. Acabamos por somar alguns pontos, mas não posso dizer que esteja satisfeito."

Shinya Nakano
"É frustrante ter de abandonar com um problema mecânico, em especial porque cai em termos de campeonato. Larguei mais ou menos mas ficou obvio logo desde o início que não tínhamos a afinação ideal para aquela pista. Não conseguia igualar o ritmo dos restantes pilotos da frente, e por isso optei por rodar ao meu ritmo e contentar-me com um lugar entre os dez primeiros. Infelizmente, mais ou menos a meio da corrida o motor começou a fazer barulhos estranhos, e depois parou, forçando-me a abandonar. Não sabemos qual foi o problema, mas agora temos de utilizar o interregno de Verão para pensar e ver se poderemos estar mais fortes em Brno."

Tags:
MotoGP, 2006, RED BULL U.S. GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›