Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati domina segunda dia de testes na Austrália

Ducati domina segunda dia de testes na Austrália

Tradicionalmente forte no traçado australiano, a Ducati assumiu os comandos das hostilidades neste segundo dia, ocupando os três primeiros lugares da tabela de tempos

Céu limpo foi a forma como os homens da categoria rainha foram hoje recebidos no circuito de Phillip Island para o segundo dia de testes na Austrália, uma sessão de trabalho onde os pilotos continuaram a adaptação às 800cc.

Tradicionalmente forte no traçado australiano, a Ducati assumiu os comandos das hostilidades neste segundo dia, ocupando os três primeiros lugares da tabela de tempos. Tal como ontem, Alex Barros apresentou performance impressionante ao parar o cronómetro em 1m30,01s. O brasileiro, que regressa ao MotoGP depois de um ano de ausência, foi também um dos pilotos da frente na semana passada em Sepang e hoje optou por realizar uma simulação de corrida com a sua Desmosedici calçada com borrachas Bridgestone.

Os pilotos de fábrica da Ducati, Loris Capirossi e Casey Stoner, ocuparam os segundo e terceiro postos, respectivamente, com este último a ficar apenas a três décimos de Barros. A rodar em casa, Stoner garantiu o seu melhor registo do ano até ao momento a apenas cinco centésimos do companheiro de equipa.

O mais rápido entre as Honda foi Dani Pedrosa, que trabalhou na afinação da RC212V. O espanhol foi seguido por Alex Hofmann, que colocou a quarta Ducati entre os cinco primeiros.

Ainda a recuperar depois da operação ao ombro no final de 2006, o Campeão do Mundo Nicky Hayden ficou apenas a um milésimo de segundo do germânico, isto numa moto que o Kentucky Kid afirma ter de mudar a geometria devido ao seu ligeiramente maior porte físico. A Honda deverá ter já bastantes dados para prosseguir com o desenvolvimento, principalmente depois de Hayden ter efectuado 81 voltas ontem e de hoje ter trabalhado ininterruptamente.

A formação satélite da Honda, com Marco Melandri e Carlos Checa, ficaram dentro do segundo em que Barros rodou, garantindo assim vantagem sobre a Suzuki de Chris Vermeulen que também rodou em casa. Com um dia de trabalho ainda pela frente, a equipa continua sem soluções para os seus pilotos, Vermeulen e John Hopkins, mas tal parece não estar a causar grande pânico na box da formação.

Teste de Phillip Island: Dia 2
Tempos Oficiosos

1.Alex Barros - Pramac d'Antin 1'30.01
2. Loris Capirossi - Ducati MotoGP 1'30.34
3. Casey Stoner- Ducati MotoGP 1'30.39
4. Dani Pedrosa - Repsol Honda 1'30.45
5. Alex Hofmann - Pramac d'Antin 1'30.60
6. Nicky Hayden - Repsol Honda 1'30.61
7. Marco Melandri - Gresini Honda 1'30.74
8. Carlos Checa - Honda LCR 1'30.84
9. Chris Vermeulen - Rizla Suzuki 1'31.19
10. Shinya Nakano - Konica Minolta 1'31.35
11. Kenny Roberts JR - Team Roberts 1'31.55
12. John Hopkins - Rizla Suzuki 1'31.65

Tags:
MotoGP, 2007

Outras actualizações que o podem interessar ›