Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Grelhas do MotoGP preparam-se para início de época no Qatar

Grelhas do MotoGP preparam-se para início de época no Qatar

A espera está finalmente a terminar para pilotos e fãs de MotoGP. Apenas quatro meses depois do final da época 2006, o Campeonato do Mundo de MotoGP regressa para mais 18 jornadas de cortar a respiração, já a partir deste fim-de-semana com o Commercialbank Grande Prémio do Qatar.

A espera está finalmente a terminar para pilotos e fãs de MotoGP. Apenas quatro meses depois do final da época 2006, o Campeonato do Mundo de MotoGP regressa para mais 18 jornadas de cortar a respiração, já a partir deste fim-de-semana com o Commercialbank Grande Prémio do Qatar.

A pré época tem sido uma das mais preenchidas dos últimos tempos, já que todos os envolvidos na classe de MotoGP tiveram de se adaptar às novas motos de 800cc. Em pista desde a manhã que se seguiu ao GP de Valência, e parando apenas durante as obrigatórias seis semanas de defeso, pilotos e máquinas já progrediram muito desde que deram início aos programas de desenvolvimento. O Commercialbank GP do Qatar será a primeira oportunidade de vermos a grelha das 800cc lutar taco a taco em corrida, mas os primeiros indicadores deixam já antever uma grande competitividade em todo o pelotão.

O Campeão do Mundo Nicky Hayden esperar começar a defesa do ceptro com bom resultado no traçado onde foi segundo no ano passado. A sua mais recente visita a Losail foi marcada por duas quedas nos testes e por fracos resultados nas tabelas de tempos, algo que deve motivar ainda mais o Kentucky Kid para lutar pela vitória e responder a algumas críticas.

Vai ter árdua tarefa pela frente ao tentar bater o vice de 2006 e penta-Campeão do Mundo Valentino Rossi num circuito onde o italiano se dá bem."The Doctor" ganhou as duas últimas corridas disputadas no Circuito Internacional de Losail e tem por hábito começar a temporada de forma positiva. A ronda de abertura do ano passado, em Jerez, foi a primeira vez desde 2000 que Rossi não ganhou a primeira jornada de uma temporada. Mas a verdade é que o resultado obtido na sessão de 40 minutos cronometrados dos últimos Testes Oficiais de MotoGP, em que ganhou o BMW Z4 M Coupé, mostra que tanto o italiano como a M1 estão em boa forma para o arranque de 2007.

Dani Pedrosa, segundo na qualificação que deu início ao Troféu BMW, é também um dos pilotos em grande momento de forma. A experiência do espanhol nas quarto de litro parece estar a ser um complemento para o estilo de pilotagem exigido pela Honda RC212V e as marcas mais recentes de Pedrosa, bem como a fenomenal temporada de estreia, fazem dele um sério candidato este ano.

Entre os restantes pilotos e equipas, Colin Edwards, Marco Melandri, da formação satélite da Honda, e a dupla da Suzuki, Chris Vermeulen e John Hopkins, são nomes que também têm conseguido bons resultados na frente das tabelas de tempos. Este último vai regressar à pista onde no ano passado teve problemas mecânicos na corrida e na qual sofreu aparatosa queda nos Testes Oficiais do mês passado e dos quais resultaram lesões que o impediram de rodar em Jerez.

Inseridos no grupo dos que mudaram de equipas estão o homem da pole do ano passado no Qatar, Casey Stoner (Ducati), Makoto Tamada (Yamaha), Carlos Checa (Honda) e Shinya Nakano (Honda), enquanto no conjunto dos regressados surgem os veteranos Alex Barros (Ducati), Jeremy McWilliams (Ilmor), Andrew Pitt (Ilmor) e Olivier Jacque (Kawasaki). Depois do fluxo de jovens talentos no ano passado, esta temporada apresenta apenas um estreante, Sylvain Guintoli na satélite da Yamaha.

Nas 250cc, o Campeão do Mundo Jorge Lorezno regressa ao palco da sua vitória de 2006 com uma série de pilotos a tentarem destroná-lo do pedestal. Os velhos rivais Andrea Dovizioso e Alex de Angelis estão de olho no espanhol, bem como outros fortes candidatos das quarto de litro, como é o caso de Hiroshi Aoyama, Hector Barberá e Roberto Locatelli. Esta época vai ainda assistir a uma invasão de jovens provenientes das 125cc e que brilharam na classe. O Campeão do Mundo Álvaro Bautista, o vice Mika Kallio, Thomas Lüthi e o jovem talento espanhol Julián Simón são os nomes em causa e podem muito bem andar na luta pelas melhores posições.

Com o exodo dos homens da frente do ano passado, as 125cc vai ser também uma categoria de lutas muito renhidas ao longo de todo o ano. Hector Faubel, Mattia Pasini, Sergio Gadea e Gabor Talmacsi lideram a frente de ataque da Aprilia, mas deverão ter em atenção as prestações do checo Lukas Pese da Derbi e do nipónico Tomoyoshi Koyama da KTM. A equipa oficial da Honda continua a apostar em Bradley Smith que este ano conta com a companhia do espanhol Esteve Rabat.

O Circuito Internacional de Losail situa-se nos arredores de Doha, capatial do Qatar. Construído em pouco mais de uma ano, o traçado custou 58 milhões de dólares e exige a dedicação quase ininterrupta de quase 1.000 trabalhadores para que estivesse pronto para a abertura a 2 de Outubro de 2004. A pista tem um total de 5,4 km, é rodeada de erva artificial desenhada para evitar que areia do deserto vá para o asfalto. A recta principal tem mais de um quilómetro de comprimento e o circuito apresenta boa mistura de curvas de média e alta velocidade, incluindo duas esquerdas rápidas que se revelaram já muito populares entre os pilotos.

Tags:
MotoGP, 2007, Commercialbank GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›