Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Mudanças em Assen melhoram segurança e visibilidade

Mudanças em Assen melhoram segurança e visibilidade

O Circuito de Assen, conhecido como a "Catedral do Motociclismo" devido à longa e prestigiada herança, vai ser alvo de algumas melhorias antes da corrida de MotoGP deste ano. Num comunicado de imprensa divulgado ontem, os organizadores apontaram algumas das modificações que vão estar prontas a tempo do A-Style TT Assen a 30 de Junho:

O Circuito de Assen, conhecido como a "Catedral do Motociclismo" devido à longa e prestigiada herança, vai ser alvo de algumas melhorias antes da corrida de MotoGP deste ano. Num comunicado de imprensa divulgado ontem, os organizadores apontaram algumas das modificações que vão estar prontas a tempo do A-Style TT Assen a 30 de Junho:

"Após o 76º A-Style Assen TT em 2006, a Comissão de Segurança de Grandes Prémios – composta por Claude Danis, responsável de Segurança da FIM, e pelos pilotos de MotoGP Valentino Rossi, Loris Capirossi e Kenny Roberts Jr – solicitou à organização do Dutch TT a construção de extensões de asfalto em zonas previamente seleccionadas no circuito de Assen. As zonas já instaladas em 2006 – perto das curvas Haar e Ruskenhoek – provaram o seu valor várias vezes ao longo do ano passado. A travagem falhada de Colin Edwards a Nicky Hayden em 2006 é disso exemplo. Ele foi pela zona de asfalto perto da Ruskenhoek e conseguiu continuar para via lateral e voltar à pista e à corrida. Essa extensão era antigamente uma escapatória de gravilha. Se ainda assim fosse, a corrida de MotoGP do ano passado podia ter ficado resolvida duas voltas antes e os fãs teriam perdido o espectáculo na Greet Timmer nos últimos metros da corrida.

Antes do início da época 2007, foram instados novos pontos de asfalto em cinco locais, nomeadamente: o loop Norte, as curvas Haar, Madijk e Ossebroeken, à saída da Sturbben, da Bult, Meeuwenmeer e Ramshoek, curva onde o Valentino Rossi derrapou com a sua moto na primeira sessão de livres de 2006, caindo depois na gravilha e sofrendo feia lesão na mão e pé.

As tiras de asfalto foram todas realizadas durante as últimas semanas e estamos agora ocupados com os últimos detalhes dos trabalhos, para que a primeira corrida do Campeonato Holandês Open se possa realizar na segunda-feira de Páscoa com o novo desenho.

A caixa de gravilha perto da Meeuwenmeer foi totalmente substituída por uma tira de 20 metros de asfalto. Na Ramshoek, mesmo atrás dos correctores e da relva artificial, mais 20 metros de asfalto. No passado, uma queda nestas zonas podia significar uma moto totalmente destruída. Ambas as curvas – onde as velocidades vão além dos 200 km/h – são famosas por os motores voarem durante as quedas.

No loop Norte mais uma tira de 20 metros de largura de asfalto nas duas primeiras curvas (Haar e MadijK) e após as quais se reduziu para uma largura de 10 metros. Largura igual à utilizada nas saídas das Strubben e Bult.

Espera-se que estas alterações permitam aos pilotos que saíam de pista corrigir as trajectórias mais facilmente, o que vai reduzir o número de quedas. Além disso, as motos (e pilotos) que escorreguem no asfalto da pista vão continuar a fazê-lo nas novas extensões, permitindo a desaceleração antes de chegarem à gravilha. Espera-se que isto ponha fim aos motores e pilotos pelo ar. Em todas as curvas que foram corrigidas a ordem das superfícies (vista a partir da pista) será: asfalto de competição, correctores, relva artificial, drenagem de água, asfalto e gravilha.

Além de tudo isto, a pedido dos pilotos de GP, o número de correctores foi aumentado em pontos seleccionados da pista. Está a ser construído um heli-porto próximo do Centro Médico, que mudou de sítio e sofreu melhorias face ao ano passado, e, finalmente: um rail de protecção vai ser colocado à esquerda da pista entre Stekkenwal e Hoge Hiede para a construção de nova via de segurança por fora do loop Sul.

Para os espectadores as mudanças também serão positivas. A gravilha à volta de Strubben no novo Loop Norte vai perder cerca de um metro. A redução dos ângulos das ondulações na gravilha da Sturbben vai também aumentar a visibilidade da pista apartir do Loop Norte (Bancadas Strubben, TT World e Ossebroeken), das Bancadas da curva Jaar e da curva Strubben. No passado, a inclinação da gravilha e dos rails de protecção podiam, por vezes, bloquear a visibilidade da pista.

Haverá ainda novas bancadas de cimento (com bancos de plástico) na Strubben que também contará com novas casas de banho. Esta bancada será inaugurada no 77º A-Style Assen TT. Durante esse mesmo evento, as três bancadas TT World serão de base metálica com bancos de plástico, alugadas especialmente para o evento. Logo após a prova terá início a construção das bancadas definitivas.

Totalmente novas são as bancadas da Ossebroeken, que serão alugadas em todos os Assen TT. Sempre que se utilizem bancadas metálicas, a zona para deficientes será movida em direcção à Strubben e zona de peão da Ossebroeken será aumentada ao longo da Veenslang, mantendo assim o número de lugares."

Tags:
MotoGP, 2007

Outras actualizações que o podem interessar ›