Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Combinação Ducati-Bridgestone faz maravilhas para Stoner e Capirossi

Combinação Ducati-Bridgestone faz maravilhas para Stoner e Capirossi

A potência e consistência da Ducati Desmosedici GP7, em conjunto com os bem escolhidos compostos Bridgestone, estiveram em clara evidência mais uma vez ao longo do Grande Prémio da Turquia do passado fim-de-semana – com Casey Stoner a triunfar com uns consideráveis 6,207s de vantagem na sua potente máquina italiana na corrida de domingo.

A potência e consistência da Ducati Desmosedici GP7, em conjunto com os bem escolhidos compostos Bridgestone, estiveram em clara evidência mais uma vez ao longo do Grande Prémio da Turquia do passado fim-de-semana – com Casey Stoner a triunfar com uns consideráveis 6,207s de vantagem na sua potente máquina italiana na corrida de domingo.

Apenas no seu segundo ano no MotoGP, Stoner é, até ao momento, a história do Campeonato e tem ao seu dispor a importante experiência do companheiro de equipa Loris Capirossi, que também levou a cabo merecido regresso ao pódio no traçado turco.

A segunda vitória de Stoner nesta época 2007, depois da magnífica forma como tirou partido do binómio Ducati-Bridgestone no Qatar, fez com que o jovem australiano passasse a contar com uma vantagem de 10 pontos sobre Valentino Rossi no Campeonato do Mundo, o que faz dele um sério candidato à coroa actualmente detida por Nicky Hayden.

Segundo em Istambul Park na temporada de estreia no ano passado, Stoner esperava mais uma corrida bem sucedida apesar de se ter qualificado em quarto, o que se deveu a pneus frios e ao tráfego que circulava à sua volta na pista durante a qualificação de sábado à tarde.

Stoner tirou todo o partido da potência que tinha ao seu dispor quando tal se revelou mais necessário e foi também o mais rápido nas duas últimas sessões de livres, bem como no wram-up.

Ao longo do fim-de-semana liderou as tabelas de velocidade, chegando regularmente aos 300 km/h com a nova 800cc de MotoGP, enquanto o resto da grelha ficava a 5 ou 6 km/h dele – demonstrando que a combinação do talento de piloto, a potência da montada e a qualidade das borrachas Bridgestone são capazes de resultados verdadeiramente brilhantes. Foi claramente um contraste com o que se passou com Rossi durante a corrida, com o italiano a perder ritmo devido a problemas com os compostos Michelin.

"Felizmente consegui passar o Colin muito cedo e depois o Valentino alargou a trajectória à entrada para a recta oposta, o que me deu a liderança," explicou Stoner. "A partir daí limitei-me a manter a concentração durante algumas voltas, consegui alguma vantagem que depois continuei a aumentar. Com a Ducati e os Bridgestone a trabalharem tão bem não podia mesmo cometer qualquer erro. Depois de ter chegado à frente não podia mesmo perder."

O início de temporada de sonho surgiu como que de surpresa para o jovem de 21 anos que concluiu dizendo: "Não estávamos nada à espera de corridas tão boas no início da época, mas estamos sempre a trabalhar muito para conseguirmos os melhores resultados possíveis."

Enquanto isso, o divertido Capirossi, cuja mulher deu recentemente à luz o primeiro filho do casal, estava muito animado depois de garantir o terceiro lugar logo atrás da Gresini Honda de Toni Elías. Um resultado que compensou o desapontamento do Qatar e Jerez.

O veterano italiano, que também gostou da prova turca, brincou dizendo: "É um fim-de-semana perfeito. Sinto-me como o pai destes dois (Stoner e Elías) porque estou realmente velho. Comecei bem a corrida e tentei apanhar o Casey, mas ele é mesmo rápido e não quis arriscar muito. É um fim-de-semana perfeito para a Ducati, com um primeiro e um terceiro lugar, por isso vamos ver o que acontece ao longo do resto da temporada."

Tags:
MotoGP, 2007, GRAND PRIX OF TURKEY, Loris Capirossi, Casey Stoner

Outras actualizações que o podem interessar ›