Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Smith aponta aspectos positivos da Turquia

Bradley Smith, da Repsol Honda, terminou em oitavo lugar no Grande Prémio da Turquia, igualando assim o seu anterior melhor resultado no Campeonato do Mundo e a corrida revelou-se positiva experiência para o jovem inglês que batalhou com os homens da frente até à última volta.

Bradley Smith, da Repsol Honda, terminou em oitavo lugar no Grande Prémio da Turquia, igualando assim o seu anterior melhor resultado no Campeonato do Mundo e a corrida revelou-se positiva experiência para o jovem inglês que batalhou com os homens da frente até à última volta.

O antigo vice-Campeonato do CEV apresentou prestação destemida, juntando mais pontos aos que tinha conquistador na primeira corrida no Qatar e compensando a desilusão de Jerez.

Após ter-se qualificado em 13º, Smith fez bom início de corrida e depressa subiu ao oitavo posto, com grande grupo de pilotos a lutarem pela liderança. Smith apanhou-os e chegou a rodar em quarto num grupo que incluía Raffaele de Rosa, Gabor Talmacsi, Lukas Pesek e chegou-se mesmo a pensar que o pódio seria possível.

Mas populoso ataque a difícil sequência de curvas lentas na última parte da pista turca, o jovem de 16 anos foi batido pelos pilotos mais experientes que o rodeavam terminando em 8º e igualando o seu melhor resultado conseguido em Motegi no GP do Japão de 2006.

Numa avaliação ao resultado o inglês comentou: "Terminei em oitavo, mas olhando para trás, estive na frente com os líderes do Campeonato e creio que foi apenas alguma falta de experiência que me levou a este resultado. A equipa trabalhou no motor, caixa de velocidades e isso deu resultados. Fiz boa partida e apanhei os da frente, da próxima vez já sei melhor o que fazer numa situação como esta."

Tags:
125cc, 2007, Bradley Smith

Outras actualizações que o podem interessar ›