Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Trio do MotoGP visita o mais alto edifício da China

Trio do MotoGP visita o mais alto edifício da China

Loris Capirossi, Toni Elías e Olivier Jacque aproveitaram algum do tempo que tinham disponível hoje para descansarem antes do Sinopec Great Wall Lubricants Grande Prémio da China e visitaram um dos marcos de Xangai.

Loris Capirossi, Toni Elías e Olivier Jacque aproveitaram algum do tempo que tinham disponível hoje para descansarem antes do Sinopec Great Wall Lubricants Grande Prémio da China e visitaram um dos marcos de Xangai.

O trio do MotoGP visitou o quinto edifício mais alto do mundo, a Torre Jin Mao, onde desfrutaram de arrebatadoras vistas, conheceram alguns fãs chineses e falaram com imprensa local e internacional.

Construída em 1998, a Torre Jin Mao é o edifício mais alto da China e representa a emergência do país como um dos de mais rápido desenvolvimento económico no mundo.

Com escritórios, lojas e um hotel, a torre tem 420 metros de altura e conta com 88 andares, servidos por elevadores de alta tecnologia que podem subir e descer a uma velocidade de 20 andares por segundo.

Os três pilotos de MotoGP tiveram a oportunidade de apreciar o futurista panorama de Xangai que a torre oferece de toda a cidade a partir do 88º andar.

Capirossi, Elías e Jacque falaram com a imprensa numa breve conferência levada a cabo no 50º piso e marcaram ainda presença na cerimónia levada a cabo nos pitorescos jardins próximos da torre e que incluiu a tradicional dança chinesa do Dragão e demonstração de artes marciais por crianças. "Capirex" teve ainda a sorte de receber um ramo de flores de um entusiasta local do MotoGP!

Em relação ao quarto Grande Prémio do ano, o italiano de 34 anos da Ducati Marlboro comentou: "Vamos ver o que podemos fazer neste circuito, como temos uma boa e potente moto somos capazes de conseguir um bom resultado aqui. Vamos ver como as coisas correm amanhã. Sabemos que seremos rápidos na recta, mas é importante sermos competitivos noutras partes da pista também."

Enquanto isso, Jacque, da Kawasaki Racing, espera regressar aos bons momentos depois do acidente causado na Turquia e que pôs fim à sua corrida, bem como à de Colin Edwards e Dani Pedrosa na primeira volta. "Esta é uma corrida muito especial para mim porque em 2005 consegui o meu primeiro pódio de MotoGP com a Kawasaki aqui. Se chover será uma excelente notícia para mim. Gosta de conseguir um bom resultado para limpar o que aconteceu na Turquia."

Elías, da Honda Gresini, acrescentou: "Sei que muito se espera de mim depois das últimas corridas, em particular depois do segundo lugar na Turquia, mas temos de manter os pés no chão e continuar a trabalhar. Vai ser um Grande Prémio difícil no qual a Ducati nos vai dificultar muito a vida."

Tags:
MotoGP, 2007, SINOPEC GREAT WALL LUBRICANTS GRAND PRIX OF CHINA

Outras actualizações que o podem interessar ›