Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ritmo de Barros merecia melhor que 14º posto

Ritmo de Barros merecia melhor que 14º posto

Apesar de ter terminado o Sinopec Great Wall Lubricants Grande Prémio da China numa posição muito mais baixa que o positivo quarto lugar da Turquia, Alex Barros fez, provavelmente, uma corrida ainda mais espectacular em Xangai.

Apesar de ter terminado o Sinopec Great Wall Lubricants Grande Prémio da China numa posição muito mais baixa que o positivo quarto lugar da Turquia, Alex Barros fez, provavelmente, uma corrida ainda mais espectacular em Xangai.

Se dúvidas houvessem quanto à capacidade do veterano brasileiro rodar ao nível dos melhores do MotoGP, a apreciação das voltas de Barros durante a corrida é o bastante para dissipar quaisquer críticas que minimizem a capacidade do piloto estar num pódio em 2207.

O homem da Pramac d'Antin terminou a corrida em 14º, mas teria estado na luta pelas três primeiras posições não se tivesse visto envolvido no incidente com Toni Elías na primeira volta.

Enquanto muitos pilotos teriam desistido quando confrontados com a tarefa de voltarem a pegar numa moto que se tinha calado e empurrá-la para voltarem à corrida perdendo 40 segundos, Barros não só o fez como apresentou tempos ao nível dos apresentados pelo vencedor Casey Stoner. Tempos na casa dos 2m00s a rodar praticamente sozinho são encorajador sinal para Barros que agora ruma a Le Mans, traçado onde esteve no pódio em 2003.

Tags:
MotoGP, 2007, SINOPEC GREAT WALL LUBRICANTS GRAND PRIX OF CHINA, Alex Barros

Outras actualizações que o podem interessar ›