Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Patrão da Polaris presta tributo ao protegido italiano

Patrão da Polaris presta tributo ao protegido italiano

Mattia Pasini teve relativa sorte em Xangai no passado fim-de-semana, comando os primeiros pontos da temporada apesar de ter terminado em 10 depois de conquistar a terceira pole da época. Uma sequência de azares e problemas mecânicos deram ao italiano um dos piores inícios de temporada entre os concorrentes das 125cc.

Mattia Pasini teve relativa sorte em Xangai no passado fim-de-semana, comando os primeiros pontos da temporada apesar de ter terminado em 10 depois de conquistar a terceira pole da época. Uma sequência de azares e problemas mecânicos deram ao italiano um dos piores inícios de temporada entre os concorrentes das 125cc.

Manuel Burillo, Director Desportivo de Pasini na Polaris World e reconhecida cara do paddock, falou com o motogp.com depois da corrida para comentar o início de época do seu piloto, entre outros assuntos.

"É um acumular de circunstâncias que se conjugaram nestas primeiras corridas; parece que tudo correu mal, mas são uma série de factores que provocaram esta sequência de azar."

Burillo explicou que a equipa fez ajustamentos ao motor de Pasini com a pensar que ele se podia isolar de imediato da concorrência na China, mas o grupo de pilotos que acabou por lutar pelas posições da frente fez com que a Aprilia RSA não se conseguisse isolar."

Questionado sobre o facto da confiança do piloto poder ter sido afecta por tantos problemas iniciais, Burillo realçou a força de Pasini. "Ele é muito optimista, sabe que tem as qualidades necessárias para obter bons resultado e está satisfeito com o trabalho da equipa," concluiu.

Tags:
125cc, 2007, SINOPEC GREAT WALL LUBRICANTS GRAND PRIX OF CHINA, Mattia Pasini

Outras actualizações que o podem interessar ›