Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Jacque falha Grande Prémio caseiro

Jacque falha Grande Prémio caseiro

Olivier Jacque, da Kawasaki Racing, vai falhar o Alice Grande Prémio de França deste fim-de-semana, uma vez que se continua a debater com complicações na lesão contraída no braço durante os treinos livres em Xangai, há duas semanas.

Olivier Jacque, da Kawasaki Racing, vai falhar o Alice Grande Prémio de França deste fim-de-semana, uma vez que se continua a debater com complicações na lesão contraída no braço durante os treinos livres em Xangai, há duas semanas. A Kawasaki ainda não decidiu qual será o piloto que vai substituir o gaulês, devendo o anúncio ser feito nos próximos dias.

Jacque sofreu grande laceração durante a queda na China, o que provocou significativos danos no braço direito. Como resultado dos danos sofridos na queda e da subsequente operação, Jacque está ainda com os movimentos limitados no braço e mão direitos que só deverão ser rectificados com intensivo programa de fisioterapia.

Esta falta de mobilidade na mão que controla o acelerador e travão significa que actualmente o piloto da Kawasaki não é capaz de controlar totalmente a máquina de MotoGP – uma tarefa árdua nas melhores condições, mas ainda difícil no exigente traçado de Le Mans, uma das pistas que mais duras com o físico em todo o calendário.

Por este motivo o gaulês de 33 anos, seguindo o conselho dos seus médicos e depois de conversas com a Kawasaki Racing Team, tomou a difícil decisão de não alinhar na corrida de Le Mans.

O antigo Campeão do Mundo de 250cc não vai alinhar o Grande Prémio de França, mas ficará em Barcelona onde vai dar continuidade à recuperação da boa forma física para a corrida que se segue a França no calendário – o Grande Prémio de Itália em Mugello.

"É claro que não estou contente por não correr em casa, mas a redução da mobilidade no meu braço direito faz com que me seja totalmente impossível alinhar em Le Mans. Danifiquei os músculos do braço na queda e a operação para fechar a ferida obrigou a que a pele circundante fosse esticada. Como resultado, ainda não consigo estender o braço na totalidade e não serei capaz de o fazer sem extensivo programa de fisioterapia para esticar a pele e dar mais força ao braço."

"É uma pena que isto tenha acontecido agora porque a moto melhorou bastante desde o início da época e um bom resultado em Le Mans era uma grande possibilidade. Espero, quando regressar, que os meus resultados mostrem realmente o quanto melhorámos com a moto. Tenho pena pela equipa, mas quero estar de regresso o mais depressa possível e desejo o maior sucesso à formação em Le Mans," explicou o piloto gaulês.

Tags:
MotoGP, 2007, ALICE GRAND PRIX DE FRANCE

Outras actualizações que o podem interessar ›