Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hofmann pronto para 100º Grande Prémio

Hofmann pronto para 100º Grande Prémio

Num ano de novas marcas para os pilotos de MotoGP, Alex Hofmann está prestes a efectuar o 100º Grande Prémio no Alice GP de Itália deste fim-de-semana. O alemão segue-se assim a Dani Pedrosa que alinhou no 100º GP em França, bem como a Shinya Nakano que o conseguiu na Turquia.

Num ano de novas marcas para os pilotos de MotoGP, Alex Hofmann está prestes a efectuar o 100º Grande Prémio no Alice GP de Itália deste fim-de-semana. O alemão segue-se assim a Dani Pedrosa que alinhou no 100º GP em França, bem como a Shinya Nakano que o conseguiu na Turquia.

"The Hoff" estreou-se em casa como wild card em Sachsenring em 1997, nas 125cc. A segunda presença teve lugar na mesma corrida no ano seguinte, mas desta feita nas quarto de litro. Foi aqui que o piloto iniciou um período de três épocas nas 250cc, apesar de em 2002 ter ficado sem montada e ter aproveitado a oportunidade de correr como wild card para a Yamaha e Honda no MotoGP.

A Kawasaki foi a equipa com que correu durante mais tempo seguido. Depois de deixar a marca verde aceitou a actual posição na Pramac d'Antin no início de 2006, onde, depois de um ano não competitivo, agora está a apresentar boas prestações.

Aos comandos da Desmosedici GP7 com pneus Bridgestone Hofmann já conseguiu mais pontos que durante toda a época 2006, situação para a qual o quinto posto em França contribuiu de forma determinante. O último piloto germânico a terminar no Top 5 foi Michael Rudroff em Misano em 1989, uma corrida boicotada pelos pilotos de topo. Se contarmos com todo o pelotão, então teremos de remontar a 1975, a Anderstop (Suécia), para encontrarmos Dieter Braun no Top 5.

A corrida número 100 tem lugar numa pista que é do agrado de Hofmann, grande apreciador da atmosfera de Mugello.

"A fantástica corrida que tive em Le Mans deu-me ainda mais entusiasmo para a corrida de Mugello. Para nós é uma jornada muito importante para o campeonato – porque é a casa da Pramac e da Ducati – e vou dar o meu melhor para um bom resultado. É uma das minhas pistas preferidas, muito rápida e fluida, e é perfeita para a nossa Desmosedici. Há sempre uma atmosfera especial e todos os anos temos sempre o apoio dos fãs que nos dão ainda mais motivação," disse Hofmann.

"Estou concentrado na corrida e em terminar nos dez primeiros porque isso confirmaria o nível de performance que mostrei em França e, mais, seria uma excelente ocasião para agradecer à Pramac, Bridgestone, Ducati e a toda a minha equipa pela consistência do bom trabalho que têm levado a cabo este ano e pela confiança que têm mim."

Tags:
MotoGP, 2007, GRAN PREMIO D'ITALIA ALICE

Outras actualizações que o podem interessar ›