Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dupla da Gresini Honda com sortes diferentes em Mugello

Dupla da Gresini Honda com sortes diferentes em Mugello

Marco Melandri deixou a sua corrida caseira insatisfeito depois de ter terminado o Alice Grande Prémio de Itália em nono, enquanto o seu companheiro de equipa Toni Elías ficou contente por estar de regresso aos pontos vindo do 15º posto da grelha até à sexta posição final.

Marco Melandri deixou a sua corrida caseira insatisfeito depois de ter terminado o Alice Grande Prémio de Itália em nono, enquanto o seu companheiro de equipa Toni Elías ficou contente por estar de regresso aos pontos vindo do 15º posto da grelha até à sexta posição final.

Para Melandri, que venceu o GP caseiro em Mugello em 2002 a caminho do título Mundial de 250cc, cruzar a linha de meta em nono na Itália foi o pior resultado da época até ao momento – isto num ano onde já por várias vezes ouvimos as suas frustrações quanto aos resultados.

O piloto de 24 anos parecia ter dado novo início à sua temporada com o pódio de Le Mans, o primeiro da época graças a um magnífico segundo lugar à chuva atrás de Chris Vermeulen da Rizla Suzuki, e fez boa largada da sexta posição da grelha para rodar em terceiro nas primeiras voltas ao traçado de Mugello.

Mas apesar de ter contado com forte apoio dos mais de 80.000 espectadores presentes no domingo, Melandri não conseguiu manter a posição e foi caindo na classificação de forma gradual até oitavo antes de ser ultrapassado por Vermeulen na última volta.

Melandri explicou: "Fiz uma boa largada e voei nas primeiras voltas, mas depois comecei a sentir dificuldades. A moto estava a fugir muito e de terceiro caí para nono. Estou desapontado porque era uma corrida especial para mim. Temos tido este problema desde o início da época com intensidades diferentes e de momento não consigo encontrar uma solução."

Do outro lado da box da Honda Gresini o companheiro de equipa de Melandri, Toni Elías, estava bem mais contente com o resultado. Depois de lutar com Valentino Rossi para garantir aquele que foi apenas o seu segundo pódio na categoria rainha com a segunda posição na Turquia, Elías caiu na China e França – pelo que terminar em sexto em Mugello depois de difícil qualificação é um excelente feito.

Após forte corrida em Itália e com o seu GP caseiro a ter lugar esta semana, Elías estava entusiasmado: "O sexto lugar em Mugello é um bom resultado, especialmente vindo de 15º. A equipa fez um grande trabalho e no warm-up demos um grande passo em frente com a afinação. Fiz uma boa partida e tentei ganhar algumas posições, mas infelizmente optei por um pneu frontal muito macio para as condições da pista e depois de algumas voltas não conseguia rodar com o ritmo que queria."

"Mas estou contente e desejoso por correr perante o meu público no próximo domingo."

Tags:
MotoGP, 2007, GRAN PREMIO D'ITALIA ALICE

Outras actualizações que o podem interessar ›