Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Michelin avalia desafio de Assen

Michelin avalia desafio de Assen

Depois da desilusão de Inglaterra onde apenas três pilotos da Michelin terminaram nos dez primeiros apesar de terem dominado a qualificação, o fabricante francês de pneus que desforrar-se já no A-Style TT Assen.

Depois da desilusão de Inglaterra onde apenas três pilotos da Michelin terminaram nos dez primeiros apesar de terem dominado a qualificação, o fabricante francês de pneus que desforrar-se já no A-Style TT Assen.

No mais histórico evento de MotoGP da temporada, os principais pilotos da Michelin, como Colin Edwards e Valentino Rossi, da Fiat Yamaha, bem como a dupla da Repsol Honda Dani Pedrosa e Nicky Hayden, estarão à procura de um resultado no pódio, isto depois de apenas Edwards o ter conseguido nas traiçoeiras condições de Donington.

Hayden ganhou dramática corrida em Assen no ano passado quando o compatriota Edwards caiu na última curva com a primeira, mas ainda fugidia, vitória à vista.

Jean-Philippe Weber, responsável do departamento de competição de duas rodas da Michelin, gostaria certamente de voltar a ver dois dos seus pilotos lutarem pelas posições de topo do pódio no final do GP da Holanda deste próximo sábado. "O novo traçado de Assen é muito diferente do antigo, não é como a pista que conhecíamos. O novo desenho coloca menos stress nos pneus. O antigo era muito, muito rápido, com muitas curvas inclinadas, por isso as forças G e cargas eram muito grandes, o que aquecia muito o composto, por isso era necessário fazer uso de compostos mais duros para as altas temperaturas."

"O novo desenho da pista continua a ser rápido, mas o pneu traseiro que agora usamos é um médio/duro porque ainda necessitamos de boa estabilidade nas curvas rápidas, mas também boa tracção nas curvas lentas. Diria que os pneus a usar aqui serão muito similares aos slicks que usamos em Donington, mas com adaptações nos compostos de cada lado do pneu para adaptação às diferentes superfícies. Assen também é muito assimétrico, como Donington e Barcelona, o traçado é muito mais agressivo do lado direito, por isso necessitamos de boa tracção e estabilidade para as curvas longas, como a Ossebroeken, sem esquecer que é necessário um bom aquecimento dos pneus, em particular do lado esquerdo para a Strubben e demais esquerdas."

"O pneu da frente que usamos em Assen é um pouco mais duro que o de Donington, por exemplo. Há algumas zonas de forte travagem a partir de elevadas velocidades, por isso a pista é muito agressiva para o pneu frontal."

Tags:
MotoGP, 2007, NICKEL & DIME BRITISH GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›