Compra de bilhetes
VideoPass purchase

D'Antin quer agressividade dos pilotos mais cedo

D'Antin quer agressividade dos pilotos mais cedo

Apesar de ambos os seus pilotos terem terminado no Top 10 em Assen, o patrão da Pramac d'Antin Team, Luis d'Antin, apresentou sentimentos mistos em relação à corrida de sábado.

Apesar de ambos os seus pilotos terem terminado no Top 10 em Assen, o patrão da Pramac d'Antin Team, Luis d'Antin, apresentou sentimentos mistos em relação à corrida de sábado. Enquanto se revelou conte por ver os seus dois pilotos terminarem bem classificados, d'Antin aponta uma certa falta de agressividade inicial de Alex Barros e Alex Hofmann como o motivo para a incapacidade de entrarem nos seis primeiros.

"Estou parcialmente satisfeito. Tanto o Barros como o Hofmann obtiveram resultados nos dez primeiros, mas tal podia ter sido melhor se tivessem sido mais agressivos nas voltas iniciais da corrida. Penso que isto nos vai possibilitar terminar com resultados ainda melhores. Ao mesmo tempo, olhando para as próximas corridas, estamos confiantes porque todo o material que temos ao nosso dispor é competitivo."

Ambos os pilotos explicaram a falta de mais garra após a corrida com Barros a dizer:

"Sinceramente não estou muito satisfeito com a minha corrida. Esperava mais nesta pista. Comecei bem, mas no final da primeira curva perdi a trajectória e fui um pouco para fora da pista, talvez por os pneus estarem ainda muito frios. A partir desse momento a minha corrida tornou-se mais difícil. Mais, não estava muito confiante, o que foi um contraste face ao dia anterior. O grande problema que senti na corrida foi à saída das curvas, em que a moto abria muito as trajectórias, talvez devido ao vento."

Hofmann teve os seus próprios problemas, diferentes dos do brasileiro.

"A oitava posição não má, mas esperávamos algo melhor. A minha corrida começou bem, apesar da embraiagem me ter dado alguns problemas e me ter deixado nervoso durante alguns momentos. Pensei mesmo que podíamos repetir o que se passou em Jerez e não conseguir terminar a corrida.

"Mas esse não foi o meu verdadeiro problema, depois de algumas voltas, quando estava com bom ritmo de corrida, comecei a ter dores musculares no braço direito, o que me impossibilitou de rodar como gostaria e dificultou as ultrapassagens em travagem, o que é muito importante em Assen."

Tags:
MotoGP, 2007, A-STYLE TT ASSEN

Outras actualizações que o podem interessar ›