Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP de volta a São Marino para mais uma ronda do Campeonato

MotoGP de volta a São Marino para mais uma ronda do Campeonato

O Campeonato do Mundo de MotoGP regressa a Misano a 2 de Setembro depois de 14 anos de ausência para o Cinzano GP de São Marino e da Riviera de Rimini.

O Campeonato do Mundo de MotoGP regressa a Misano a 2 de Setembro depois de 14 anos de ausência para o Cinzano GP de São Marino e da Riviera de Rimini.

O líder do mundial de MotoGP Casey Stoner prepara-se para defender a impressionante vantagem de 60 pontos que detém sobre o seu mais directo rival, Valentino Rossi. O piloto de fábrica da Ducati já ganhou sete corridas até ao momento, incluindo as duas últimas, em Laguna Seca e Brno, a partir da pole.

Figura dominante na categoria rainha ao longo de toda a época, Stoner garantiu uma vantagem que será difícil de anular. Um dos pilotos com experiência em recuperar de tal défice é precisamente o que segue atrás de si na classificação, o cinco vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi, da Fiat Yamaha. No ano passado anulou os 51 pontos que o separavam de Nicky Hayden para chegar à última corrida do ano na frente do Campeonato, mas será que mais alguém conseguirá fazer o mesmo a Stoner?

Rossi apenas ganhou três das últimas 16 corridas, bem abaixo do que é habitual no italiano. The Doctor vai contar com bastante apoio na próxima ronda, com Misano a ser certamente palco para a presença de milhares dos seus fiéis fãs, fazendo com que a prova se deva assemelhar à de Mugello na primeira parte da temporada.

Dani Pedrosa tem tarefa ainda mais difícil à frente. Com menos 78 pontos que Stoner, o jovem espanhol é o outro piloto com possibilidades realísticas de apanhar o antigo rival das 250cc. Contudo, se a conquista do primeiro ceptro parece ser muito complicada este ano, Pedrosa tem Rossi na mira no segundo posto.

A dupla da Suzuki Chris Vermeulen e John Hopkins está a passar pela melhor temporada no MotoGP, com o primeiro a estrear-se a vencer em Le Mans e Hopkins a ter conquistado o mais recente pódio da marca com o segundo posto em Brno. Os dois estão empatados ao cabo de 12 corridas e em breve vão começar a com a nova especificação de motor da GSV-R800.

Em dúvida para Misano, Marco Melandri fecha o Top 6 da classificação. O piloto da Gresini Honda falhou a corrida de Brno devido a lesão no pescoço e tem sido submetido a mais testes para saber se pode competir ao cabo de duas semanas de reabilitação. A corrida é importante para a formação, pois a sede é muito próxima do traçado. O companheiro de equipa Toni Elías também está a recuperar depois de ter regressado à acção a 60% na República Checa. Ambos os pilotos rodaram na pista com motos de estrada para testes de aptidão física este mês.

Colin Edwards, Nicky Hayden, Loris Capirossi e Alex Barros completam a lista dos dez primeiros de MotoGP, todos eles à procura de ganharem pontos e posições nas corridas que ainda têm pela frente este ano.

Tirando os pilotos da Gresini, os membros da Comissão de Segurança Rossi e Capirossi ainda nenhum elemento do MotoGP rodou em Misano. A excepção é Anthony west que alinhou e venceu uma corrida de 600cc no início do ano.

O programa de sexta-feira vai sofrer alterações para permitir aos pilotos conhecerem melhor o traçado. Haverá mais uma hora de treinos para as 800cc a partir das 16h15 (hora local), bem como mais dois pneus traseiros e um frontal para os pilotos Michelin e Bridgestone.

Nas 250cc Jorge Lorenzo continua a dominar a classificação. O espanhol ganhou a sétima corrida do ano em Brno e ainda não perdeu a liderança desde o início do ano. O seu mais próximo rival neste momento é Andrea Dovizioso, que tem sido um dos regulares no pódio nas duas últimas épocas e conseguiu somar pontos nas últimas 30 provas.

O piloto em maior vantagem em Misano será Alex de Angelis, que vai correr em casa. Depois de 15 corridas a terminar entre os quatro primeiros, o piloto da Aspar viu a sequência abruptamente terminada com uma queda em Brno. Agora espera vingar o desaire em Misano e é um dos favoritos ao triunfo.

Dovizioso segue a 30 pontos de Lorenzo, com De Angelis a outros dez. Atrás deles surgem Álvaro Bautista, Hector Barberá e Mika Kallio, que completam o Top 6.

A vitória de última hora de Hector Faubel em Brno nas 125cc e a conquista da liderança da classificação foi ainda mais brilhante por se ter tratado da 300ª vitória de pilotos espanhóis em Grandes Prémios. O piloto da Aspar já ganhou três difíceis corridas na mais disputada das três categorias do MotoGP. O companheiro de equipa Gabor Talmacsi está apenas a dez pontos e qualquer combinação de resultados pode levar a nova mudança de posições entre os dois.

Empatados em terceiro, Lukas Pesek e Tomoyoshi Koyama já ganharam corridas está época, bem como os restantes elementos dos sete primeiros classificados, nomeadamente Simone Corsi, Sergio Gadea e Mattia Pasini.

O Misano Adriático é um novo desafio para a larga maioria dos pilotos do MotoGP. Perto da cidade de Rimini, o circuito foi construído em 1972 e desde então já sofreu várias modificações. Palco regular dos Grandes Prémios de Itália nos anos 80 e inícios de 90, Misano regressa ao calendário de MotoGP em 2007.

Tags:
MotoGP, 2007, GP CINZANO DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI

Outras actualizações que o podem interessar ›