Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner: "Sinto menos pressão a cada corrida"

Stoner: 'Sinto menos pressão a cada corrida'

O líder do Campeonato do Mundo Casey Stoner já deu duas voltas ao traçado de Misano em ambiente despreocupado, de tal forma que nem deu para compreender verdadeiramente a pista, mesmo assim mantém-se optimista quanto ao facto da Desmosedici GP7 se dever adaptar bem a São Marino.

O líder do Campeonato do Mundo Casey Stoner já deu duas voltas ao traçado de Misano em ambiente despreocupado, de tal forma que nem deu para compreender verdadeiramente a pista, mesmo assim mantém-se optimista quanto ao facto da Desmosedici GP7 se dever adaptar bem a São Marino.

O australiano fez duas voltas de demonstração no World Ducati Weekend ao lado do companheiro de equipa Loris Capirossi e conseguiu apreender alguns pequenos detalhes que lhe permitem ter uma ideia do tipo de corrida que pode esperar este fim-de-semana. A defender os 60 pontos de vantagem na frente da classificação, nova vitória traria ainda mais tranquilidade ao jovem de 21 anos.

"Misano será uma corrida estranha porque ninguém sabe verdadeiramente como será correr na pista com uma máquina de MotoGP. O Loris e eu fizemos duas voltas de demonstração no World Ducati Weekend porque os fãs queriam ver a Desmosedici. A pista não é má, mas parece que precisa de melhorias porque é muito irregular e isso sente-se muito com estas motos," avalia Stoner.

"Vamos apenas ter de esperar e ver como correm as coisas, pode ser bom para nós. Ainda quero ganhar corrida, se fizermos bom trabalho nos treinos e tivermos bom ritmo vamos voltar a tentar a vitória, se não, vamos dar o nosso melhor. Sinto cada vez menos pressão a cada corrida agora porque esta temporada tem sido incrível par nós, provámos que somos suficientemente rápidos, já ganhámos algumas corridas e temos boa vantagem pontual. Estamos a conseguir os resultados porque estamos todos a trabalhar muito: a Ducati e a equipa, a Bridgestone; eu tenho-lhes dado boas informações e temos trabalhado muito fora da pista."

Loris Capirossi tem claramente mais experiência na pista, apesar da última vez que correu em Misano ter sido há 14 anos nas 250cc antes da mudança da direcção.

"Da última vez que rodei em Misano foi em 93; há muitos, muitos anos e tudo era diferente. Da última vez corri numa 250cc, esta vez será numa MotoGP e agora a pista é feita para a direita, em vez de ser para a esquerda," explica Capirossi. "Fiz umas voltas de demonstração na Desmosedici no World Ducati Weekend em Junho e antes disso fiz uma ou duas voltas com um Ducati 1098 de estrada quando inspeccionei a pista com o Valentino Rossi para a Comissão de Segurança."

"O desenho é completamente diferente do da última vez em que corri lá e não penso que seja fácil, principalmente numa MotoGP. Temos uma hora extra de treinos na sexta-feira para nos ajudar a compreender o circuito melhor porque o desenho é muito técnico com muitas direitas. É muito bom voltar a ter um Grande Prémio em Misano porque todas as pessoas da região Emília Romana gostam de motos, por isso a atmosfera deverá ser impressionante. É claro que é mais uma corrida perante os fãs italianos e quero brilhar. Como sempre, vou dar o meu melhor e vamos lutar por um pódio no domingo."

"Como uma marca italiano é sempre um evento especial para nós quando corremos em Itália e é um sonho para nós irmos para Misano a liderar o Campeonato do Mundo," acrescente Lívio Suppo, o responsável da formação.

" "Apesar de estarmos a ter uma época fantástica, ainda temos de ganhar uma corrida de MotoGP em casa, por isso o Casey e o Loris vão dar o seu melhor no domingo. O Casey está a fazer um trabalho fantástico neste momento, é realmente um piloto incrível, muito talentoso e concentrado, é um grande prazer trabalhar com ele."

Tags:
MotoGP, 2007, GP CINZANO DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, Casey Stoner

Outras actualizações que o podem interessar ›