Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Passo em frente para a Repsol Honda no Estoril

Passo em frente para a Repsol Honda no Estoril

A forte prestação da Repsol Honda este fim-de-semana no bwin.com Prémio de Portugal deixou Dani Pedrosa e o Campeão do Mundo de MotoGP Nicky Hayden muito optimistas no final da acção de domingo no Estoril.

A forte prestação da Repsol Honda este fim-de-semana no bwin.com Prémio de Portugal deixou Dani Pedrosa e o Campeão do Mundo de MotoGP Nicky Hayden muito optimistas no final da acção de domingo no Estoril.

Depois do desastre do ano passado em que a dupla colidiu entre si e quase deitou por terra o ceptro de Hayden, o Kentucky Kid conseguiu destruir alguns dos fantasmas que tinha ao assinar a primeira pole do ano e terminar num sólido quarto posto.

Enquanto isso, Pedrosa qualificou-se em quinto e lutou de forma brilhante com Valentino Rossi na frente da corrida para falhar a segunda vitória do ano por apenas 0,175s.

Os visíveis melhoramentos da Honda RC212V 800cc nos recentes Grandes Prémios e a apresentação de compostos competitivos por parte da Michelin em Portugal produziram um conjunto com o qual ambos os pilotos se sentiram mais confortáveis e que os levou a ficarem muito entusiasmados com as quatro rondas que ainda têm pela frente.

Estou contente por ter lutado pela vitória e o ritmo que apresentámos hoje foi muito forte, afirmou Pedrosa. Rodámos muito rápido até final e isso é um bom progresso para nós porque houve corridas em que tal não foi possível. Fiz boa largada e dei o máximo no início, impus ritmo forte e elevado.

Sabia que o meu ritmo estava muito semelhante ao do Rossi porque ambos estivemos na frente da corrida, continuou Pedrosa. Quando ele me passou no final tentei dar o meu melhor, mas não tinha velocidade para assumir a liderança na última volta. Mesmo assim, foi uma boa corrida para nós e gostaria de agradecer à equipa e a todos na Honda porque trabalharam mesmo muito. Agora vamos para Motegi, uma pista da qual gosto, e espero que sejamos capazes de mais uma boa performance.

Do outro lado da box da Repsol Honda Hayden comentou: Há muitos aspectos positivos neste fim-de-semana e a pole foi um deles, se bem que o quarto posto na corrida não era bem o resultado que esperávamos.

Sabíamos que ia ser um dia difícil e a primeira volta não foi nada meiga para mim mas na verdade fiquei contente por a ter terminado depois de tudo o que aconteceu na última corrida, disse o piloto de 26 em referência ao incidente de Misano.

Estava a rodar no limite e desgastei muito os meus pneus ao tentar apanhar os líderes e depois cometi um grande erro que me custou muito tempo, explicou o norte-americano. O motor estava bom e os pneus Michelin funcionaram bem, por isso não tenho grandes desculpas os outros estavam apenas um pouco mais rápidos que eu e dou-lhes crédito por isso.

Hayden concluiu dizendo: Foi a minha primeira pole do ano e fiz a melhor volta da corrida, o que é muito positivo. Estamos muito melhor que há uns meses atrás, por isso sinto que as coisas estão de novo no caminho certo.

Tags:
MotoGP, 2007, bwin.com GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›