Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Shuhei Aoyama apostado em melhorar em casa

Shuhei Aoyama apostado em melhorar em casa

Depois de inconsistente campanha até ao momento, o piloto da Repsol Honda Shuhei Aoyama está desesperado por bom resultado este fim-de-semana perante o seu público no A-Style Grande Prémio do Japão.

Depois de inconsistente campanha até ao momento, o piloto da Repsol Honda Shuhei Aoyama está desesperado por bom resultado este fim-de-semana perante o seu público no A-Style Grande Prémio do Japão.

Se mais novo dos dois irmãos Aoyama pode igualar o seu resultado de 2006 em Motegi conseguirá também igualar o seu melhor resultado naquela que é a segunda temporada completa no Campeonato do Mundo o sexto posto de Mugello em Junho passado.

Depois de ter conseguido o primeiro pódio no ano passado em Le Mans e de ter terminado em 8º no Campeonato, o jovem de 22 anos deve estar um pouco frustrado pela quebra de rendimento este ano, estando actualmente em 10º da geral, logo atrás do companheiro de equipa Julián Simón.

A dupla tem-se deparado com dura competição por parte da Aprilia e da KTM 250cc, mas os pilotos nipónicos conseguem com frequência melhorar o rendimento em casa, por isso Aoyama muito moralizado com a visita ao seu traçado caseiro.

É uma corrida especial e estou desejoso por correr em Motegi, disse. É um circuito que conheço muito bem e do qual gosto. Há dois anos corri como wild card e qualifiquei-me na primeira linha da grelha. No ano passado, a pesar de não ter conseguido tão boa qualificação, senti-me bem, por isso agora estou desejoso por um bom resultado em Motegi.

Resumindo a temporada até ao momento o piloto disse: Tem sido um ano difícil para nós, já que a Aprilia e a KTM têm estado muito mais rápidas que no ano passado. Por seu turno, a Honda tem melhorado algumas coisas, mas a diferença tem sido muito grande comparada com as outras marcas. Desde a corrida de Jerez que não houve uma corrida fácil. Tenho dado o meu melhor, mas ainda não consegui um pódio ou um bom resultado. Tem sido muito difícil.

Tenho de acelerar, explicou o piloto Honda em relação ao que necessita para melhorar os resultados. Tenho de ser mais rápido tendo em conta o facto da moto não poder ser melhorada muito mais, sou eu que tenho de ser mais rápido. Não é fácil, mas tenho de continuar a aprender, a melhor o meu estilo de pilotagem e concentrar-me no meu trabalho para entender melhor a moto e os circuitos e conseguir rodar com os líderes.

Tags:
250cc, 2007, A-STYLE GRAND PRIX OF JAPAN, Hiroshi Aoyama

Outras actualizações que o podem interessar ›