Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Vermeulen foi o mais rápido dos testes depois de fim-de-semana complicado

Vermeulen foi o mais rápido dos testes depois de fim-de-semana complicado

Depois de um complicado fim-de-semana no Japão, Chris Vermeulen, da Rizla Suzuki, foi o mais rápido na pista de Motegi durante os testes pós corrida que se realizaram esta segunda-feira em Motegi e na qual estiveram presentes pilotos da Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha.

Depois de um complicado fim-de-semana no Japão, Chris Vermeulen, da Rizla Suzuki, foi o mais rápido na pista de Motegi durante os testes pós corrida que se realizaram esta segunda-feira em Motegi e na qual estiveram presentes pilotos da Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha.

Depois de ter assinado a pior qualificação do ano (17º) no sábado e de ter terminado a difícil corrida em 11º, o dia de hoje foi positivo para Vermeulen, isto apesar de algumas nuvens, temperaturas mais frescas e breves momentos de chuva.

O tempo oficioso de Vermeulen foi de 1m47,894s, ligeiramente melhor que o seu crono de qualificação para o GP do Japão, mas ainda assim a dois segundos do tempo que deu a pole a Dani Pedrosa.

Enquanto a Repsol Honda este presente no teste, a queda de Pedrosa no domingo e consequente lesão no pé fizeram com que o espanhol não alinhasse na sessão de trabalho, mas o sempre aplicado Nicky Hayden efectuou 86 voltas ao traçado no dia que se seguiu à passagem do testemunho de Campeão do Mundo para Casey Stoner. O Campeão de 2006 aproveitou a oportunidade para fazer trabalho de análise à performance do alterado braço oscilante e também testou os mais recentes pneus da Michelin.

Sem surpresas, Valentino Rossi, da Fiat Yamaha, também alinhou na sessão já que continua em busca de mais competitividade depois de ter perdido o título pelo segundo ano consecutivo e numa altura em que ainda não tem garantida a segunda posição no Campeonato. O italiano continua à procura de mais dados relativos aos pneus e a tentar desenvolver o novo bloco da sua Yamaha M1.

Hayden comentou no final da sessão: "Olhando para ontem sinto que se as coisas tivessem corrido de forma diferente poderíamos ter tido um resultado muito melhor, por isso a única coisa a fazer foi voltar ao trabalho hoje. Passámos parte da manhã a verificar algumas afinações e a testar algumas modificações da HRC. Também experimentámos alguns pneus com a Michelin – frontais e traseiros – com o intuito de melhorar a aderência e performance nas primeiras voltas para sermos mais rápidos."

"Essa foi a parte que mais tempo nos ocupou ao longo do dia, com os pneus a desempenharem agora um papel muito importante. Tivemos sorte com as condições climatéricas porque parecia que ia estar mau tempo. Houve alturas em que fiquei com a viseira embaciada, mas conseguimos fazer muito trabalho."

Vários pilotos vão continuar a trabalhar em Motegi amanhã, antes do MotoGP parar por duas semanas antes da jornada de Phillip Island a 14 de Outubro.

Tempos oficiosos do teste de MotoGP em Motegi: :
1. Chris Vermeulen, Rizla Suzuki MotoGP - 1'47.894
2. Colin Edwards, Fiat Yamaha Team - 1'47.947
3. Nicky Hayden, Repsol Honda Team - 1'48.065
4. Valentino Rossi, Fiat Yamaha Team - 1'48.213
5. Kousuke Akiyoshi, Rizla Suzuki Team - 1'49.090
6. Akira Yanagawa, Kawasaki Racing Team - 1'50.229
7. Tadayuki Okada, HRC Test Rider - 1'50.641
8. Nobuatsu Aoki, Suzuki Test Rider - 1'50.675

Tags:
MotoGP, 2007, A-STYLE GRAND PRIX OF JAPAN, Chris Vermeulen

Outras actualizações que o podem interessar ›